É Isso Mesmo! A Amazon está de Mudança para o AWS!

O serviço de varejo da Amazon e o Amazon Web Services não são exatamente parecidos, mas o fato de o departamento de TI da empresa não utilizar a computação em nuvem soa no mínimo estranho.

Ou não? O TI da Amazon é realmente como qualquer outro departamento de TI. Tem uma mistura de diferentes sistemas e processos que foram desenvolvidos ao longo dos últimos anos. É uma organização global que tem milhares de funcionários que depende da infra-estrutura de TI para gerenciar as finanças, recursos humanos e todas as outras funções na empresa.

Nos últimos quatro anos o TI da Amazon tem trabalhado para levar a empresa para a nuvem. Ao longo do caminho o departamento passou pelo processo que atualmente muitas empresas estão enfrentando também.

A diretoria de TI da Amazon teve o luxo de trabalhar para uma empresa com grandes conhecimentos de computação em nuvem. Mas ainda tinha que avaliar seu fornecedor, o Amazon Web Services (ou AWS) como se fosse um terceiro. O que a Amazon vivenciou é um caso de estudo para qualquer pessoa que esteja passando pelo processo de escolha de um fornecedor de cloud computing.

Em tese a diretoria não precisava adotar a computação em nuvem. Não foi uma ordem do Jeff Bezos. Eles afirmam que foi uma decisão empresarial.

O portfolio de clientes corporativos da Amazon inclui o software Oracle E-Business Suite Financials para relatórios e necessidades de processos empresariais, o que deu ainda mais fôlego ao caminho rumo a nuvem do AWS. A empresa também usa o Appian para o gerenciamento de processos empresariais e softwares da BMC para gerenciamento de sistemas.

A Virtualização Desempenhou um Papel Importante

O processo começou pela consolidação e virtualização interna do ambiente de TI. Isso é um exemplo de uma boa manutenção e organização já que ajudou na organização da empresa antes de movê-la para a nuvem. Segundo a Amazon, o esforço proporcionou mais flexibilidade na maneira e nos locais em que os aplicativos podiam ser implantados e servidos.

Agora, a empresa se encontra nos estágios preliminares  a migração total para a AWS. Eles começaram com aplicações simples e não críticas. Os aspectos mais críticos da operação de TI serão feitos depois e as Finanças por último.

O planejamento começou no ano passado e provavelmente levará ainda mais 18 meses para a conclusão do processo.

A lição? Talvez seja um pouco tarde, mas a Amazon derrubou as barreiras e a virtualização suavizou o processo. Mas ao final, ela deu uma amostra obrigatória (porém definitiva) de que os serviços de infra estrutura na Cloud que a Amazon oferece (e também a Rackspace, GoGrid e outros) já se consolidaram, e vieram para ficar!

0 responses to “É Isso Mesmo! A Amazon está de Mudança para o AWS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *