A Electronic Arts Comprou a Chillingo, mas Sem a Galinha dos Ovos de Ouro

Quando a notícia da compra da Chillingo pela Electronic Arts chegou à rede ontem e a produtora do jogo de sucesso Angry Birds estimou o valor de US$ 20 milhões, parecia que a gigante dos videogames fez um grande negócio. Afinal, só a versão para o iPhone do jogo Angry Birds vendeu mais de 6 milhões de cópias desde Dezembro. Muitos dos relatos da compra da EA estavam incluindo a galinha dos ovos de ouro, o Angry Birds.

Mas a Rovio Mobile, criadora do Angry Birds, rapidamente foi para o Twitter para corrigir a notícia, afirmando que não foi vendida para a EA e que mantém o controle total dos direitos do Angry Birds.

E em uma entrevista com a Alexia Tsotsis do Techcrunch, a Rovio esclareceu que fez uma parceria com a Chillingo apenas para publicar a primeira integração iPhone/iPad e que “não utilizará a Chillingo novamente.”

Se a EA não ficou com o Angry Birds, então esses US$ 20 milhões se tornaram um valor estranho por outras razões. A Chillingo publica outros títulos de outros desenvolvedores terceiros, incluindo a Cut the Rope. A Chillingo também possui uma plataforma de desenvolvimento de jogos, chamada Crystal.

Com as Mudanças da Indústria, as Produtoras de Vídeo Game se Voltam para os Jogos Sociais

De acordo com um porta-voz da EA, “Com a compra da Chillingo, a EA Mobile está aumentando sua liderança de mercado na plataforma da Apple e também reafirmando sua posição de líder como editora de entretenimento wireless.”

Para “reafirmar sua posição,” a EA tem investido muito dinheiro recentemente no crescente mercado de games sociais, comprando a Playfish no final de 2009 por US$ 275 milhões. E a empresa realmente espera que isso a posicione melhor neste crescente setor de jogos – não só com o desenvolvimento de novos jogos sociais, mas também pela utilização de suas redes sociais para aumentar o interesse em outros títulos. Claro que a EA vai continuar lançando seus jogos tradicionais, incluindo o Madden NFL, The Sims, e o Medal of Honor.

A EA avaliou o seu primeiro trimestre deste ano com um lucro de US$ 96 milhões, depois de registrar o prejuízo de US$ 234 milhões no mesmo período do ano passado, em partes, esse lucro foi com ajuda do crescimento das receitas dos jogos sociais.

0 responses to “A Electronic Arts Comprou a Chillingo, mas Sem a Galinha dos Ovos de Ouro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *