Será que a Google Conseguirá Desafiar o Facebook na Web Social?

Está claro que a Google está se preparando para lançar uma plataforma de rede social para desafiar o Facebook. O Wall Street Journal reportou recentemente que as grandes empresas de jogos que dominam o Facebook estão também em conversação com a Google para lançar também em sua plataforma.

A Google pode se tornar social? Por muitos anos a comunidade de tecnologia tem dito que a Google não se toca e não tem a mínima chance de ir além da busca e pro lado da tecnologia social. Muitas tentativas em vão deixaram as pessoas cínicas. Mas o último esforço pode ser diferente. Perguntamos para cinco pessoas da tecnologia social se eles achavam que a Google poderia representar um desafio viável ao Facebook.

É um Começo…

Scott Beale, fundador do Laughing Squid e geek da velha guarda

“Parece que são sistemas muito diferentes: Google aberto e Facebook fechado. Ou será que o Facebook eventualmente será tão aberto quanto a Google? Postar fotos no Facebook é como enviá-las a um buraco negro. Seria preciso uma grande mudança para isso (a Google desafiar o Facebook) acontecer. Google é uma utilidade: email, busca, vídeos, etc.”

Acima: Scott Beale e Baratunde Thurston, foto do Laughing Squid

O Buzz está Mais Perto do que você Pensa

Iain Dodsworth, fundador leitor desktop de stream social Tweetdeck

“Acho que a Google pode e efetivamente irá desafiar o Facebook. Talvez em parte com o Buzz – um produto que está longe de ser grande, mas tem grande potencial se houverem alguns ajustes – provavelmente se focarem mais no posicionamento do serviço do que na funcionalidade.”

Nenhuma das Empresas possui a Cultura Certa para Tecnologia Social

Kaliya Hamlin, co-fundadora do Internet Identity Workshop

“Se a Google seguir o modelo recém articulado por Paul Adams, então sim, ela poderia desafiar o Facebook no social. Se eles realmente não ouvirem as pessoas do social… se for da “maneira tradicional da engenharia” – então não. Mas confira o recente profile da FastCompany, o que o Facebook chama de “doutrinação cultural” para engenheiros novatos: “Nós definitivamente lutamos. Esperamos que as pessoas sejam apaixonadas, e eles irão lutar pelo seu caso,’ disse Alex Bozworth do Facebook. De fato, segundo a FastCompany, as palavras ‘lute’, junto com ‘empresarial’ e ‘impacto’ são constantemente usadas no campus do Facebook.”

“Um certo tipo de ‘maneira’ social de estar dentro da empresa está informando o que é construído e os sistemas sociais saudáveis não são motivamos pela ‘luta.’ Funciona por enquanto, mas não aço que seja um modelo viável para a escolha de como desenvolver um ‘software social’ a longo prazo. Mas isso não acontece apenas no Facebook. A cultura da agressão é difundida no Vale do Silício, incluindo na Google.”

Acima: Kaliya Hamlin, por Doc Searls

Os Jogos Podem Ser uma Abordagem Errada

Ben Metcalfe, consultor e iconoclasta líder de design de produto

“Eu acho que a Google tem condição de efetivamente desafiar o Facebook – o Google Profiles e o Buzz estão em um lugar que nunca alcançaram antes. Eu acho que é por isso que as tentativas anteriores (deixando o Orkut de lado) em qualquer segmento social falharam. Mas eu não tenho certeza se os jogos é o gancho certo – e a Google certamente precisa de um gancho, como o Facebook tinha com os estudantes universitários. Receio que o mercado de jogos casuais/sociais é de interesse apenas para uma determinada parte da população da internet, e para muitos que não possuem interesse nos jogos, este gancho não cria uma proposição com muito valor para o uso deste novo serviço.

“Olhando para a forma que muitas dessas empresas ganham dinheiro, eu também acho que vai ser um caminho instável para o mantra ‘não seja mau’ da Google. A Google é mestre na publicidade de contexto nos textos e agora também nos vídeos, mas nos jogos não existe conceito – razão pela qual ainda existe monetização por assinaturazinhas e por lead-gen em muitas empresas do meio. Eu não sei se a Google tem a autoridade neste espaço nem se o espaço está em sintonia com os grandes valores da Google.”

A Google não vai Matar o Facebook, mas Algum Dia Algo irá

Baratunde Thurston, editor web do The Onion e espertinho da internet

“A história está repleta de cadáveres de negócios e modelos de negócios que não conseguiram acompanhar os tempos. Depois de ver a Google falhar na criação de um hit doméstico com o Orkut ou o Buzz, cada vez mais acredito que algumas empresas simplesmente não servem para se adaptar e dominar todo o território. O Facebook nasceu no tempo certo e bate num Zeitgeist. Apesar de seus problemas, a empresa é agora proprietária do espaço social. E a Google, mesmo com todos os seus talentos, simplesmente não é vista da mesma maneira. Esperar a Google desafiar o Facebook no campo social é como achar que você pode mudar sua companheira. Às vezes temos que aceitar as pessoas e empresas pelo que elas são e pelo que não são.”

“Eu acho que a Google tem 30% de chances de ultrapassar o Facebook. No entanto, eu acho que o Facebook tem 100% de chances de seguir o caminho do Friendster, do Myspace e do Pointcast Networks. Ninguém fica no topo para sempre. Ninguém.”

0 responses to “Será que a Google Conseguirá Desafiar o Facebook na Web Social?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *