Mais uma para completar a semana movimentada dos brasileiros! Calma que ainda não é por causa do muito esperado carnaval. Ontem anunciamos a aquisição da Zuppa pelo Peixe Urbano, um investimento no Restorando, que vem dominando o mercado brasileiro, e há pouco anunciamos o aporte da Intel Capital na startup Coquelux. Agora temos outra surpresa para vocês, da própria Intel.

Posicionada como uma das startups brasileiras que mais cresceram nos últimos anos, o Fashion.me, evolução da rede social de moda byMK, anuncia investimento da Intel Capital, braço de investimentos de capital de risco da Intel.

O valor do aporte não foi divulgado, de acordo com as normas contratuais da empresa de venture capital.

O Fashion.me é uma Rede Social que nasceu com o objetivo de democratizar a moda e propiciar aos amantes desse universo um espaço para discutir as últimas tendências e criar combinações de roupas, redefinindo a maneira como as pessoas interagem, descobrem, compartilham, recomendam e consomem moda na Internet. Com foco na interação e na criatividade, o Fashion.me possui mais de 2 milhões de itens das grifes e estilistas preferidos do público brasileiro que podem ser usados para criar looks personalizados.

“O Fashion.me surgiu como byMK em 2008 e faz parte ativa dos projetos inovadores que surgiram na Internet brasileira nos últimos anos. Revolucionamos a maneira como o mercado de moda se relaciona com as pessoas e, com o investimento da Intel Capital, queremos levar a democratização da moda para o mundo inteiro”, afirma Flávio Pripas, sócio fundador do Fashion.me.

“Criar experiências online atraentes é vital para continuarmos no ritmo acelerado de crescimento da adoção de tecnologia, do acesso à internet e do comércio eletrônico no Brasil” disse David Thomas, diretor geral de investimentos da Intel Capital para a América Latina. “Com o investimento no Fashion.me esperamos ajudar a disseminar pelo país experiências online inovadoras de como os usuários  interagem, descobrem, compartilham, recomendam e consomem moda e que levem em consideração interesses, necessidades e preferências culturais de cada mercado.”