A Internet Está Superlotada: Adeus IPV4, Bem Vindo IPV6!

A Internet de hoje foi construída em grande parte no IPv4 (quarta versão do Internet Protocol), introduzido pela primeira vez em 1980. Agora, três décadas depois e com a web móvel decolando, a internet está ficando sem endereços disponíveis de IP. Assim afirmam os 130 delegados ao encontro IPv6 Summit no Castelo de Dublin, Irlanda, que aconteceu no dia 19 deste mês.

“Apesar de ter quase quatro bilhões e meio de endereços, as previsões estimam que o IPv4 atingirá sua capacidade máxima em Setembro de 2011,” de acordo com um diretor da Irish IPv6 Task Force, Mícheál Ó Foghlú. Esta pode parecer uma discussão antiga, mas Setembro de 2011 soa próximo demais para não valer o esforço da repetição do assunto.

Eles discutiram três fatores críticos em relação à demanda atual de endereços de Internet.

  1. Usuários de países em desenvolvimento utilizam vários dispositivos para acessar a internet, incluindo celulares, laptops, desktops e servidores, os quais requerem endereços individuais; a tendência é aumentar ainda mais o número de dispositivos que utilizam a Internet, na TV já vimos que estamos próximos, temos também os consoles de vídeo-game e players de mídia.
  2. Um número crescente de novos usuários de nações em desenvolvimento como a China, India e o Brasil, ampliado pela ênfase no acesso à internet móvel em vários países sem uma boa infra-estrutura de telecomunicações.
  3. A Internet das Coisas está aumentando a pressão para fornecer conectividade, incluindo as smart grids para eletricidade, água e outros serviços públicos.

O grupo promove o IPv6, que segundo eles facilitaria para alcançar o número mais de quatro milhões de endereços para cada pessoa no planeta. Isso porque ao contrário do atual protocolo, que utiliza endereços de 32-bits, o IPv6 utiliza endereços de 128-bits.

Uma das principais preocupações quando se trata de diminuir a disponibilidade de endereços de IP com o protocolo atual é o efeito sobre a economia.

“Sem o IPv6,” diz o grupo, “novas startups que pretendem oferecer serviços na internet terão dificuldade ou terão muitos gastos para garantir endereços globalmente roteáveis para novos serviços, assim como os sites de eCommerce. Os endereços podem até se tornar uma commodity no mercado negro, o que poderia ser um obstáculo enorme para as empresas e atrasaria significativamente o crescimento da internet.”

Alguns grupos governamentais e comerciais, na Europa e especialmente na Ásia, já adotam o novo protocolo. Porém ele está longe de ser adotado universalmente. Para isso acontecer, é preciso executar os dois sistemas em paralelo por um tempo em grande escala. Isso, por sua vez, introduz o complicado problema de custo em um momento em que nem os grupos públicos ou privados encontram-se com muita liquidez. Da mudança de firewalls para modems de cabo, não é uma tarefa fácil.

O que você acha? Será que esta é uma questão urgente ou eventual? Ou será exagero? Caso seja uma mudança necessária, qual seria a melhor maneira de executá-la? Queremos ouvir você!

0 responses to “A Internet Está Superlotada: Adeus IPV4, Bem Vindo IPV6!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *