A Microsoft Comprou o Skype, E Agora?

Uma reviravolta tomou recentemente a internet. A Microsoft comprou o Skype por mais de US$ 8 bilhões. É uma jogada ousada da parte da Microsoft que nos faz pensar em muitas outras questões. O editor fundador do ReadWriteWeb, Richard MacManus, escreveu que juntas, as empresas poderiam se tornar duas potências em dois importantes segmentos do futuro: no mercado mobile e na casa conectada. As perspectivas de Richard sobre o Skype e o Kinect são intrigantes.

Mas vamos abordar a notícia com outra perspectiva. Para todos nós, esta aquisição representa possibilidades boas e ruins.

Possibilidades Negativas

A negligência do produto é uma preocupação generalizada entre os amantes do Skype. O ciclo de desenvolvimento de produto do Skype não foi fabuloso, mas tem sido aceitável e próspero. Sempre que uma empresa é comprada, existe uma preocupação de que seus engenheiros sejam transferidos para outros departamentos, que sua tecnologia seja reimplantada em outros produtos ou iniciativas ou que os gestores da empresa que comprou que fecharam o negócio vão perder o controle sobre quais dos vários projetos que uma empresa em expansão como a Microsoft merecem maior suporte.

O Hotmail é um exemplo a se considerar. Comprado em 1997 por US$ 400 milhões, esse serviço pode ser entendido de duas maneiras, dependendo do seu ponto de vista: um produto de webmail líder e ainda em evolução (ainda possui muito mais usuários que o Twitter) ou uma sombra do impressionante serviço que o Gmail se tornou. Será que o Skype será como o Hotmail em 14 anos? Isso é impossível prever, mas acho que a Microsoft espera que não.

A Negligência da versão para Mac sempre foi um problema – o Skype para Mac está muito atrás da versão para Windows, faltam recursos como as chamadas de vídeo simultâneas para grupos de pessoas. Agora fica difícil imaginar que isso irá mudar.

O Malware já é um problema para o Skype e claro que é algo que a Microsoft conhece bem. Talvez isso seja uma preocupação de um usuário da Apple, mas não podemos deixar de considerar. Apesar de que, a vulnerabilidade de segurança mais recente relatada para o Skype foi um problema (quase inofensivo) com seu cliente para Mac.

Vale lembrar que isso pode ser uma má notícia para o iOS e Android. Já que pode representar uma resposta do Windows Phone 7 para o Facetime e o Gtalk.

Possibilidades Positivas

O rompimento do atual estado da telefonia é algo que todos esperam há anos, para ver serviços VOIP de consumo, principalmente o Skype. Certamente que o serviço ajudou na economia de chamadas internacionais e até locais, mas agora nos falta um esforço para o setor móvel. Seria ótimo ver a Microsoft, a Google e o Facebook com esforços no VOIP mobile, diminuindo o poder das grandes operadoras. Esta concorrência poderia fazer maravilhas com as atitudes das operadoras, que muitas vezes desdenham dos consumidores com um péssimo atendimento.

Como uma das maiores redes sociais do mundo, o Skype realmente poderia ser uma plataforma com produtos, serviços e funcionalidades baseadas no grafo social. Todo mundo diz que a nossa rede social pode ser encontrada nos contatos de nossos celulares, mas o Skype também é um forte candidato. A empresa não fez quase nada com esse potencial de forma independente. Sabemos que o Facebook com certeza faria algo neste sentido caso tivesse conseguido comprar o serviço. É provável que a Microsoft tente inovar com este potencial. Com mais de 660 milhões de usuários registrados e com uma média de mais de 100 milhões de usuários mensais, o Skype é maior que o Twitter. Pode não ser tão público, mas acredito que exista uma mágica social que uma empresa desesperada por este apelo possa trabalhar.

O Skype como uma plataforma de desenvolvimento nunca teve o suporte merecido. Temos os contatos, sua presença, compartilhamento de arquivos, MI, o app mobile… Tanto potencial e ainda assim pouco desenvolvimento. Quem seria melhor que a Mirosoft para abrir esse ecossistema?

Somente o tempo dirá, mas esperamos que esta aquisição seja uma ótima notícia para o Skype e seus usuários. E você, quais são suas apostas?

0 responses to “A Microsoft Comprou o Skype, E Agora?

  1. Como o Herberth disse, Mac e Linux provavelmente sofrerão restrições, pois um exemplo pratico: o Skype para Linux, sempre foi a versão beta, nunca teve um “oficialzão”… Bom, só o tempo dirá…

  2. Patches patches e + patches aqueles famosos updates com o texto “a microsoft identificou … que poderiam permitir controle sobre o seu sistema…” isto não soa familiar ?

  3. Eu prefiro acreditar que eles vão investir na qualidade do Skype (que sempre foi bem bugado, mas agora os bugs serão evidenciados por todo mundo).

    E duvido que eles investiriam mais de 8bi de dólares para perder mercado no mac e no linux (especificamente, iOS e Android), afinal o Skype é a MELHOR alternativa para a M$ ganhar dinheiro mesmo com o aumento das vendas de iPhones e Androids.

    Achei uma compra oportuna e estratégica, apesar de cara, que pode aproximar a M$ dos produtores de celular, mas talvez afastar das telefônicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *