A Receita do YouTube Dobrou no Ano Passado, Mas e o Lucro?

A semana foi repleta de grandes notícias, além do anúncio do novo serviço de compras coletivas da Google, a empresa teve uma “pequena” mudança em um dos cargos mais importantes, Eric Schmidt deixa de ser CEO para dar lugar para o co-fundador Larry Page. Isso foi o suficiente para ofuscar a divulgação do faturamento da Google, inclusive do YouTube, que, segundo  o CFO Patrick Pichette, dobrou no ano de 2010.

Esse tipo de crescimento de renda é fantástico, mas de certa maneira esperado. O YouTube exibe mais de 2 bilhões de vídeos por dia, e nos dispositivos móveis são 100 milhões. Ultimamente, o site tem focado nos anúncios, o que ajudou bastante.

Os números oficiais não foram divulgados, mas não fica difícil imaginar com as projeções anteriores dos analistas. Um analista do Barclays Capital estima que o YouTube arrecadou US$ 450 milhões em receita no ano de 2009. E que provavelmente arrecadaria US$ 700 milhões em renda no ano de 2010, representando um aumento de 55% ano-a-ano. Em Março do ano passado, Mark Mahaney do Citigroup estimou que o YouTube renderia quase US$ 1 bilhão no ano de 2010 e em 2011 o serviço poderia gerar ainda mais de US$ 1 bilhão em vendas.

Dobrar a receita parece ser ótimo, mas o CFO não disse nada sobre a margem de lucro do serviço. Anteriormente vimos muita discussão na web sobre a questão do serviço finalmente oferecer lucros para a empresa. Apesar das previsões e declarações, não se sabe se o YouTube, que foi comprado por US$ 1,65 bilhão em 2006, está finalmente dando grandes margens de lucro para a empresa. O que você acha?

0 responses to “A Receita do YouTube Dobrou no Ano Passado, Mas e o Lucro?

  1. O mesmo poderia ser perguntado sobre o Facebook. A diferença é que o Facebook não é de capital aberto, pelo que não sabemos se as suas declarações de “lucro” são verdadeiras, o Google tem outras fontes de receita para suportar prejuízos no YouTube por muito tempo, como o AdWords e AdSense, e o Facebook recebeu um grande aporte de capital aparentando que realmente está precisando.

    No entanto aqui não se para de falar dos grandes lucros do Facebook e como os seus fundadores estão bilionários, quando na verdade tudo o que eles têm são os papeis das ações da empresa.

    A propósito, tanto quanto sei o YouTube apenas custou 15 milhões em dinheiro. O resto foi pago em ações do Google que pelo que me constou foram vendidas logo para pagar as dívidas astronômicas do YouTube aos provedores de banda de conexão e servidores. Portanto, a menção de que foi vendido por 1.6 bi é folcore uma vez que ninguém ficou com esse valor em dinheiro, tirando os credores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *