Alerta: O iPad Brasileiro Está Ameaçado!

Anunciamos recentemente que a Apple já havia autorizado a produção de iPads na fábrica brasileira da Foxconn em Jundiaí. Inclusive, as vendas dos dispositivos começariam antes mesmo do natal, e até mesmo o ainda não lançado iPad 3 entraria na brincadeira. Mas agora, segundo a Reuters, parece que começaram a surgir dúvidas em relação a negociação.

A proposta foi anunciada pela primeira vez pela presidente Dilma Rousseff em Abril (será que foi um primeiro de Abril?), mas aparentemente alguns problemas surgiram, como impostos,  falta de infraestrutura e até mesmo a falta de mão de obra qualificada. A produção do tablet da Apple começaria em Julho, porém, foi adiada para Novembro. Mas, fontes envolvidas com as negociações disseram que este prazo será difícil de ser cumprido. Ainda segundo essas fontes, a Foxconn começou a fazer exigências loucas por cortes de impostos e tratamento especial.

Até mesmo parte do investimento está ameaçado, já que existe o boato de que o banco BNDES planeja se retirar do projeto.

Há possibilidades de salvação do projeto, como produzir as partes em outro país e utilizar a infraestrutura brasileira apenas para montar o dispositivo. Mas será que desta maneira o preço também seria reduzido? Você acha que o iPad ainda vai ser produzido no Brasil até a metade do ano que vem?

0 responses to “Alerta: O iPad Brasileiro Está Ameaçado!

  1. Essa história toda do iPad mostra o amadorismo e incapacidade do nosso querido ministro Mercadante. Colocando em português claro, o cara não tem a mínima noção do que está fazendo.

    Para começo da conversa. A foxconn disse que iria investir 12 bilhões de dólares no brasil para fabricar o tablet. Sabe quanto o google pagou pela Motorola inteirinha? 12.5 bilhões. Isso inclui a fábrica de Tianjin e de Jaguariúna (que já fabricam tablets faz tempo), todos os escritórios e centros de pesquisa e desenvolvimento espalhados pelo mundo, 24 mil patentes e U$ 3 bi em caixa. Na época da venda se comentou que U$ 12.5 bi é mais que a soma do valor de mercado de todas as empresas de eletrônica negociadas na bolsa de São Paulo. Resumo: é dinheiro para caramba. Ridículo imaginar que a foxconn iria gastar toda essa grana.

    Junto com o anúncio de investimento veio o anúncio de contratações. Mais uma vez um número a absurdo, completamente fora da realidade nacional. Eu lembro que alguém vez uma estimativa que se verdadeiras as contratações dobrariam o número de engenheiros brasileiros trabalhando na área.

    Há possibilidades de salvação do projeto, como produzir as partes em outro país e utilizar a infraestrutura brasileira apenas para montar o dispositivo.

    Meu amigo. Se alguém achou que os componentes seriam fabricados no Brasil… O Brasil quase zero de componentes eletrônicos ativos. Então processador, memória, etc. Tudo vem de fora. É assim em toda fábrica de eletrônicos no Brasil. É uma situação percebida como problema faz muito tempo e que se fez muito pouco para resolver.

    Por último vem a pergunta. Para que diabos esse fetiche em montar um iPad no Brasil? O ministro não deveria estar preocupado em fomentar pesquisa e desenvolvimento para que o próprio Brasil seja capaz de produzir tecnologia e inovação? Mesmo fabricado no Brasil o iPad vai continuar a ser um produto da boutique apple: caro, com margem de lucro altíssima e inacessível para a maior parte dos Brasileiros (que ainda são muito pobres).

    1. Marcelo Almeida parabéns. Perfeito analize do caso. Concordo plenamente com você em todos os pontos Principalmente no que diz: o amadorismo e incapacidade de Mercadance – “pra que esse fetiche em montar um iPad no Brasil?” e O ministro não deveria estar preocupado em fomentar pesquisa e desenvolvimento para que o próprio Brasil seja capaz de produzir tecnologia e inovação?. – É isso ai. Muito bom.

      Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *