Android Rodando no Cr-48 da Google? Sim!

O desenvolvedor Liam McLoughin, mais conhecido na web como “Hexxeh,” portou o sistema operacional Android no notebook Cr-48, que anteriormente utilizava o sistema operacional para notebooks da Google, o Chrome OS. O computador básico com um hardware de testes que está sendo distribuído para milhares de jornalistas e entusiastas da tecnologia no mundo todo, e que serve para demonstrar o sistema operacional baseado em nuvem da Google que será lançado.

Hexxeh, que geralmente lança versões personalizadas do Chrome OS no seu site, já havia portado o Chrome OS para o iPad, entre outras coisas. Depois deste último feito uma pergunta surge: se o Chrome OS pode ser executado em tablets e o Android em notebooks, qual o motivo do desenvolvimento de dois sistemas operacionais pela Google?

Android no Cr-48

Liam tweetou recentemente a seguinte imagem  do Android no Cr-48, mas os tweets seguintes deram a entender que os arquivos usados para realizar esta façanha estavam incompletos.

Um seguidor (@coggy9) disse que havia encontrado os arquivos Android.tar.gz do Hexxeh Android.tar.gz, mas Liam respondeu que os arquivos encontrados estavam incompletos, desatualizados, e que “o kernel precisa de mudanças de opções para suportar o particionamento GPT no Cr-48.” Em outras palavras, este projeto ainda não foi finalizado.

Mas, parece que independente disso, o @coggy9 foi capaz de colocar o Android funcionando no seu computador do Chrome OS.

Isso foi possível por causa do toolkit de firmware do Hexxeh para o computador Cr-48, que permite carregar qualquer sistema operacional sem modificações na máquina. Esse projeto, que está documentado aqui, deve somente ser executado por hackers mais hardcores, já que ele envolve a abertura da caixa do computador, ligar o “modo desenvolvedor,” lançar um reservatório e executar vários comandos. E o processo pode estragar sua máquina se você fracassar.

Se isso não soa muito intimidante, você pode seguir os passos descritos aqui, se não for rodando o Android, pelo menos com o Ubuntu, Mac OS X ou o Windows 7.

Por que dois OS, Google?

Muito já foi dito sobre a decisão da Google de desenvolver, simultaneamente, dois sistemas operacionais diferentes, o Chrome OS e o Android. Originalmente o Chrome foi feito para netbooks e notebooks enquanto o Android foi desenvolvido para smartphones e outros dispositivos móveis.

No entanto, como os tablets decolaram (graças ao iPad), a divisão entre um computador portátil e um desktop começa a se (con)fundir. O Windows 7 está aparecendo nos novos tablets na CES, o Android já está rodando em tablets e o Chrome OS, graças a outro projeto do Hexxeh, chegou ao iPad.

Isto nos levou a pensar que os dois sistemas operacionais iriam se fundir ou que, talvez, o Chrome OS até viria a ser um fracasso. E ainda mais notável, Paul Bucheit, ex funcionário da Google, criador do Gmail e fundador do FriendFeed e se tornou engenheiro do Facebook e parceiro da Y Combinator, tweetou recentemente uma previsão de que o “Chrome OS será desativado no próximo ano (ou irá ‘fundir’ com o Android).” Ele explicou depois através do FriendFeed que ele achava que o “Chrome OS não tem nenhum propósito que não seja melhor servido pelo Android.” Foi um sentimento que deu o que falar, como você pode ver pela discussão que ele provocou.

Entretanto, esperamos que o Hexxeh divulgue os detalhes do seu último hack do Android para o Cr-48 para que os desenvolvedores possam fazer suas próprias “fusões.”

 

0 responses to “Android Rodando no Cr-48 da Google? Sim!

  1. Quem não é do meio não entende que o Android foi pensado para dispositivos limitados com pouca RAM, pouco espaço de armazenamento (HD ou SSD), e telas pequenas.

    Para além disso as aplicações para celulares são limitadas. Pense por exemplo em aplicativos tipo Office/OpenOffice. Existem para celulares, mas são limitados. Mesmo o browser Chrome para Android é fraco, nada a ver com o Chrome para desktop/net/notebook.

    Agora o ChromeOS nada mais é que o browser Chrome rodando em cima de uma distribuição de Linux. Idealmente todo tipo de aplicativos rodariam dentro do Chrome, mas não existem versões equivalentes do Office/OpenOffice rodando dentro do browser. Vão existir, mas demoram anos a desenvolver. O que existe é o Google Docs e o Office na Web da Microsoft. São bacanas, mas limitados.

    Quando existir algo equivalente ao Office/OpenOffice rodando apenas dentro do browser, vão consumir tanta memória que não vai ter celular que os suporte.

    Por isso é que ainda faz sentido em destinguir o Android do ChromeOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *