Publicidade. Em Breve em um Ebook Perto de Você

Não vai demorar muito para começarmos a ver anúncios em e-books, segundo um recente editorial do Wall Street Journal escrito por um professor de negócios e um ex-editor de livros .

O crescimento de venda dos e-books e a oportunidade para publicidade segmentada significam que o espaço dos e-books está maduro para mensagens corporativas. Isso, a queda de preços de e-books e a planejada loja de e-books da Google, colocam a pressão sobre os editores e varejistas para aumentar as receitas dos livros digitais.

Anúncios nos livros pode soar como heresia. A leitura era para ser envolvente – uma das exigências de um e-reader de sucesso é que ele seja discreto, para que o meio desapareça enquanto o leitor se perde na história. Se o leitor está em uma cadeira em sua casa, pronto para ler, e vê um “Red Bull te dá asas” não parece ser algo que lhe agradará.

Mas a falta de anúncios nos livros de papel não é porque sua leitura é sagrada, segundo Ron Adner e William Vincent. As empresas não anunciam em livros porque não há garantia de quando ou se o livro vai vender. Mas isso segundo eles está mudando:

Resumindo, os livros tradicionais não podem competir com outras mídias de impressão pelos anunciantes. Já os livros digitais podem. Com um sistema integrado, um anunciante ou editora pode incluir anúncios em vários títulos para gerar um volume suficiente. A atualidade também é possível, já que os leitores digitais exigem que o login dos usuários periodicamente em um sistema central.

Os gigantes da tecnologia já perceberam esse potencial. A Google coloca anúncios ao lado de resultados de busca no seu acervo Google Books, que já tem dez milhões de textos digitalizados. A Amazon arquivou no ano passado uma patente para anúncios no Kindle, e a Apple poderia facilmente dar o salto para a publicidade em livros utilizando sua plataforma iAds.

Anúncios em livros pode parecer algo estranho, mas diferentemente do que se pensa, hoje e-books não são uma posse. Você não pode emprestar um e-book a um amigo. A Amazon pode até desaparecer com seu e-book de sua biblioteca caso isso aconteça. Assustador, não?

E você, o que acha? Os anúncios em e-books são uma violação do estimado ritual da leitura? Ou uma ação necessária para subsidiar os preços?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *