Busca Social do Google: uma jogada de mestre contra o Facebook

Busca na Web, busca em tempo real e busca social. Esta é uma combinação bem atraente, e é exatamente o que Google e Facebook apresentaram ontem em uma competição bastante acirrada. A vice-presidente de Pesquisa de Produtos e Desempenho dos Usuários do Google, Marissa Mayer, fez uma breve apresentação-surpresa de uma funcionalidade experimental do Google chamada “Social Search“. O anúncio discreto não quer dizer que seja um movimento pequeno.

Ambas as empresas esperam que você acesse o site delas para pesquisar pelo que estiver precisando, para saber o que outras pessoas estão dizendo sobre o assunto e para saber o que os seus amigos acham. A Microsoft também está nesse jogo. Vejamos primeiro algumas coisas que devemos considerar na batalha pela busca que se aproxima rapidamente. É uma nova disputa – agora incluindo a web social de tempo real!

Comparativo de Tipos de Busca x Players

A seguir, vamos tentar entender como essas coisas se relacionam. Sem dúvida, as “salas de guerra” de cada uma dessas empresas estão sem dúvida nenhuma fervilhando na tentativa de compor o cenário e entender estes mesmos detalhes e muito mais.

A nova busca social do Google irá permitir que os usuários optem por receber resultados de busca derivado do conteúdo criado por seus amigos nas redes sociais existentes na Web que já estão incluídas  nos resultados normais do Google. Estas conexões de amigos podem vir de diversos sistes que você e seus amigos tenham listados nos seus perfis do Google – mas não irá incluir o Facebook.

twittergooggreasemonkey

A Microsoft anunciou hoje que o as mensagens de status e outros conteúdos de usuários com perfis públicos do Facebook irão em breve aparecer nos resultados de busca do Bing. Esta é uma grande mudança para o Facebook. O Bing também anunciou a integração da pesquisa do Twitter, que já está disponível no serviço imediatamente.

O Google também anunciou um acordo com o Twitter ontem. Desta forma, o Bing agora tem busca no Facebook e no Twitter. O Facebook utiliza a tecnologia do Bing. E o Google tem apenas o Twitter, mas não tem pesquisa no Facebook.

Neste momento, a busca no Twitter é provavelmente muito maior do que no Facebook (a não ser que você seja o próprio Facebook, atendendo usuários logados no serviço), porque apenas uma pequena fração dos usuários do Facebook optou por publicar abertamente sua atividade no serviço. Mas o Facebook tem uma agenda explícita para mudar este fato. Uma das razões é que quanto mais atividade pública houver no Facebook, mais valiosos ficam os acordos como este que foi fechado com o Bing.

Agora mais do que nunca, o Google precisa dos dados do Twitter para combater o domínio do Facebook sobre o ambiente social. O Facebook é hoje de cinco a dez vezes maior do que o Twitter.

Já a Microsoft gostaria que você fizesse todas as suas buscas a partir do Bing, mas também tem um investimento significativo no Facebook. E você pode apostar que gostaria que essa fatia fosse maior.

Nenhuma das três empresas está claramente posicionada para vencer essa batalha, mas com muito mais atividade social e uma parceria em vários níveis com aquele que possivelmente é o primeiro serviço de busca que realmente pode concorrer com o Google (o Bing), é possível que o Facebook esteja na melhor situação.

Será uma disputa dura e grandes movimentos estão sendo feitos agora.

0 responses to “Busca Social do Google: uma jogada de mestre contra o Facebook

  1. Até hoje, social search ainda se resume praticamente a buscar em redes sociais. Buscar um emaranhado de tweets por uma palavra chave. Uma abordagem completamente estatística e nada social.
    Não se usa o grafo social na busca, e eu espero que quando digam Social search, queiram dizer explorar este grafo, utilizar seus relacionamentos e interesses como filtro para lhe ajudar a encontrar o que você precisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *