A Cisco anunciou recentemente uma nova estratégia de iniciativas para o Brasil em seu evento Cisco Plus no Rio de Janeiro. No evento estavam presentes o ministro brasileiro de comunicações Paulo Bernardo, o governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral, e o prefeito do Rio, Eduardo Paes. De acordo com o site da empresa, as iniciativas são para “incentivar inovação, transformação e desenvolvimento socioeconômico, expandindo sua presença no país e destacando a importância de investimentos em Tecnologia da Informação e Comunicação – TIC – para o crescimento e competitividade do País.”

A empresa investirá mais de R$ 1 bilhão nos próximos quatro anos. Mas essa grana toda não irá apenas para startups de tecnologia, são várias investidas que a empresa pretende fazer, como: abertura de um centro de inovação da Cisco no Rio de Janeiro, abertura de um fundo Venture Capital focado em startups e em TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação), expansão da produção local no país, e em acordos de propriedade intelectual e parcerias com empresas brasileiras e entidades para desenvolver inovações.

Segundo o site da empresa, a Cisco pretende gerar 800 empregos no Brasil. Além disso criará uma plataforma para inovação e empreendedorismo high-tech por aqui.

Fundo de Venture Capital para startups e TIC

A empresa pretende criar um dos principais fundos de Venture Capital do Brasil (torcemos para que ela consiga) para alavancar negócios promissores, incentivando o empreendedorismo e o desenvolvimento de novas empresas de tecnologia.

O fundo terá R$ 50 milhões, além do aporte de investidores locais que se tornarão parceiros.

“A intenção da Cisco é acelerar a introdução de novas tecnologias e fornecer vantagem competitiva com investimentos pioneiros em inovações tecnológicas emergentes, apoiando o desenvolvimento de empresas pequenas e médias de alto crescimento nos setores de tecnologia, mídia digital e telecomunicações.”

Centro de Inovação da Cisco no Rio

Como mencionamos acima, a Cisco abrirá seu Centro de Inovação no Rio. Lá a empresa pretende desenvolver novas soluções de tecnologias, especialmente para às necessidades brasileiras. O Centro de Inovação será inaugurado no segundo semestre de 2012.

Inicialmente, o Centro de Inovação se concentrará no desenvolvimento de soluções para o desenvolvimento urbano, esportes e entretenimento, segurança pública, educação e saúde. Mais áreas serão integradas em 2013, incluindo Óleo&Gás e Smart Grid/energia inteligente.

Expansão da produção local

A Cisco começou a produzir set-top boxes aqui no Brasil em 2011. Agora a empresa começará a produzir também no Brasil roteadores e switches. Esta iniciativa reforçará também os investimentos da Cisco no desenvolvimento local, gerando emprego para muita gente.

Acordos de propriedade intelectual e parcerias com empresas locais

A Cisco pretende desenvolver acordos com empresas locais para atender áreas importantes do mercado local e incentivar o desenvolvimento de tecnologia local. A empresa já possui acordo de propriedade intelectual com a Intelbras.

A Cisco anunciou um acordo de Programa de Transformação de Força de Trabalho e um memorando de entendimento de parceria com o SENAC do Rio de Janeiro, beneficiando também vários estudantes do Rio de Janeiro.

Você pode ler toda a estratégia detalhada desta grande investida da Cisco no site da empresa.

Isso será ótimo para o país, que precisa de incentivo em vários setores. Além de contribuir nos setores básicos como saúde, educação e segurança, a Cisco também investirá nas startups locais, imagino que as startups que têm um dedo nesses setores terão grandes chances de conseguir apoio da empresa. Que demonstrou acreditar não só no Brasil, como nas pequenas e médias empresas brasileiras. Com esse pretensioso projeto de R$ 1bi, 5% ficou para as empresas de tecnologia, o que é ótimo.

E aí? Quem vai querer uma parcela desses R$ 50 milhões?

Fontes: Cisco e The Next Web.