Co-Fundador da MySQL Ataca a Oracle e Pede Ajuda A Comunidade Open-Source

Monty_picAlguns dias atrás falamos sobre recepção da comunidade de desenvolvedores sobre a aquisição da MySQL pela Oracle.

Agora acabamos de saber que um dos fundadores da MySQL, Monty Widenius, está usando o seu blog pessoal para veicular inúmeras cartas à Comissão Européia a fim de garantir o futuro open-source do banco de dados mais popular da web. Em seu blog, Widenius especula que a Oracle pode fechar ou até destruir todo o projeto MySQL.

Embora o Departamento de Justiça dos EUA tenha aprovado a aquisição da Oracle do Sun Microsystems neste ano, a Comissão Européia decidiu abrir um inquérito sobre o assunto. O Departamento de Justiça não viu problema algum na compra do MySQL pela Oracle. Widenius, que saiu da Sun no começo deste ano porque a MySQL foi comprada pela Sun, escreveu em Outubro sobre as chances da MySQL ser fechada.

“O jeito mais fácil de destruir a MySQL seria não vender mais licenças ou elevar bastante seus preços. Outro jeito seria reduzir drasticamente os recursos de desenvolvimento em algumas áreas importantes. Então as pessoas deixam de acreditar no futuro do MySQL, que lentamente irá destruir o produto… É seguro afirmar que tanto a Sun quanto a Oracle estão cientes disto.”

Segundo Widenius, MySQL cresceu tanto e se estabilizou a tal ponto que “prejudica a Oracle todos os dias… e graças ao MySQL, a Oracle tem que baixar seus preços o tempo todo para competir com a MySQL quando as empresas começam novos projetos. Algumas empresas chegam a migrar projetos existentes da Oracle para MySQL para poupar dinheiro.”

Embora a Oracle tenha feito várias declarações sobre o futuro da MySQL, Widenius acha que não há garantia alguma dos seguintes pontos:

  • Que todos os produtos MySQL, seus módulos e ferramentas permanecerão sob uma licença open-source.
  • Que os preços de suporte e licenças da MySQL irão continuar os mesmos.
  • Que novas versões e patches submetidos serão liberados de forma consistente e em tempo hábil.
  • Que licenças comerciais acessíveis continuarão disponíveis.
  • Que a Oracle irá trabalhar com a comunidade atual de usuários da MySQL.
  • Que não vai ocorrer discriminação quando os patches da MySQL baterem de frente com produtos da Oracle.
  • Que o MySQL vai continuar a ser desenvolvido de forma a torná-lo ainda mais competitivo com a principal oferta da Oracle.

Em outras palavras, por omitir estas garantias, a Oracle se vê com mais munição do que precisaria para destruir a MySQL. Widenius aponta a manipulação da Oracle na compra do InnoDB em 2005 como um sinal do que está por vir.

Em seu blog, Widenius também pede ajuda toda a comunidade open-source para salvar a MySQL da Oracle mandando emails para a Comissão Européia afirmando que a Oracle não é um administrador apto para a MySQL, ou que a Oracle deve fazer certas garantias para assegurar o sucesso do seu concorrente open-source.

Como nós relatamos no passado, o uso do MySQL deve cair se a aquisição for concluída. Parece que a Oracle está prejudicando mais do que alguns aficionados em open-source.

Qua a sua opinião? Você acha que a Oracle deve ter permissão de fazer o que quiser com a MySQL? Você acha que a Oracle deve dar garantias para assegurar a longevidade e o sucesso da MySQL? Ou você acha que a MySQL deve simplesmente ir para uma fundação sem fins lucrativos e continuar a ser um concorrente independente da Oracle?

0 responses to “Co-Fundador da MySQL Ataca a Oracle e Pede Ajuda A Comunidade Open-Source

  1. Acho que a preocupação é justa, mas não vejo motivo para alarde.
    A Oracle já se mostrou bem alinhada a outras iniciativas open source. Não seria inteligente sabotar uma comunidade que cedo ou tarde irá defender ou não seus produtos na de código aberto.

    O exemplo vale para empresas que vendem seus projetos abertos fora de uma licença GPL.

  2. Acho que a preocupação é justa, mas não vejo motivo para alarde.
    A Oracle já se mostrou bem alinhada a outras iniciativas open source. Não seria inteligente sabotar uma comunidade que cedo ou tarde irá defender ou não seus produtos na de código aberto.

    O exemplo vale para empresas que vendem seus projetos abertos fora de uma licença GPL.

  3. Eu só acho que quem usa MySQL sem um ORM vai ter uma dor de cabeça dos infernos daqui uns tempos, hehehe.

    De qualquer modo, vamos esperar pra ver o que sai do MariaDB. Os caras tão prometendo muito (e o projeto já se encontra num nível suficientemente maduro para ser colocado em produção em alguns sistemas)…

  4. Eu só acho que quem usa MySQL sem um ORM vai ter uma dor de cabeça dos infernos daqui uns tempos, hehehe.

    De qualquer modo, vamos esperar pra ver o que sai do MariaDB. Os caras tão prometendo muito (e o projeto já se encontra num nível suficientemente maduro para ser colocado em produção em alguns sistemas)…

  5. O cara tá querendo aparecer, essa é minha visão.

    MySQL nunca competiu com o Oracle no mercado. Ele não tem porte nem estrutura pra competir com um banco de dados tão robusto. Com pequenas empresas beleza, mas não é esse o foco comercial do Oracle Database.

  6. O cara tá querendo aparecer, essa é minha visão.

    MySQL nunca competiu com o Oracle no mercado. Ele não tem porte nem estrutura pra competir com um banco de dados tão robusto. Com pequenas empresas beleza, mas não é esse o foco comercial do Oracle Database.

  7. Rafael Kassner vc falou a maior besteira de todos os tempos dos ultimos anos da informática.
    O MySql eh tão Robusto e competitivo quanto o Oracle, a diferença eh que o Oracle “aparece na tv” tem muita propaganda e tal.
    Saiba que muitas das Maiores empresas do mundo usam MySql.
    E que quase todos os webserves do mundo usam MySql.
    Antes de falar algo que vc tem em mente, tente por um exemplo procurar alguma Consultoria aqui no Brasil que soh mexa com MySql e veja quais são seus cliente e tudo mais, caso a comunidade perca uma ferramenta dessa seria drástico a ponto de vista que muitas empresas e profissionais hoje já estão habituados com a ferramenta.
    Abraços!!!

  8. Rafael Kassner, meo, com todo o respeito a sua pessoa, mas você não sai por aí dizendo que profissional em TI não, né? Já faz um certo tempo que você disse tamanha loucura, espero que você tenha aproveitado esse tempo pra repensar isso. Ainda dá pra voltar atrás, chegar aqui e tentar refazer a sua reputação. Vou te dar só dois exemplos de corporações que usam MySQL: NASA e Google.
    Fica aí, na boa, a minha mensagem pra tu refletir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *