O que é uma Startup Para Você?

O que constitui uma “startup”? Será a idade de uma empresa?  Seu tamanho? Seus investimentos de capital de risco? A sua rentabilidade? Sua posição na indústria?

Steve Jobs fala frequentemente da cultura de startup da Apple. Em um artigo do New York Times a companhia aérea Virgin America de sete anos de idade foi chamada de startup.

E no mês passado Louis Gray postou uma lista em seu blog: “Top 50 Startups que Valem a Pena serem Observadas.” Na elaboração da lista, ele descreveu alguns dos parâmetros usados na seleção das empresas: “Com o entendimento de que ser uma empresa privada e jovem nem sempre significa que você é uma startup, me espelhei nos “uber-players” (super players) como o Twitter, Facebook, LinkedIn, Groupon, Craigslist, Tesla.”

Nós ficamos com a definição de Steve Blank: “Uma startup é uma organização formada para a busca de um modelo de negócios escalável e repetitivo.”

Mas sabemos que essa definição não é  suficiente, pois não fala da importância do empreendedor dentro da startup. Mark Habit, CEO da YouTern, um programa para estágios em startups americanas, recentemente a expandiu para “uma startup é uma organização empreendedora formada para a busca de um modelo de negócios escalável e repetitivo.”

Para essa definição, Mark também adiciona um elemento de risco atenuante, “alguns argumentam que certa quantidade de risco é fundamental para o desenvolvimento da maioria das start-ups, assim como a inovação.” Então, startups envolvem riscos e inovação –E sem dúvida, as empresas que os possuem são as mais bem sucedidas.

A definição de “startup” é necessária para o YouTern já que a missão da empresa é trabalhar com essas empresas. Para outros, talvez uma delimitação mais rigorosa não seja tão importante.

Sabemos que este é um assunto interessante. Será que Startup é uma daquelas coisas que você sabe quando vê uma? Por favor, contribuam nos comentários com sua definição de startup!

0 responses to “O que é uma Startup Para Você?

  1. Faltou a definição do Eric Ries: “Uma startup é uma instituição de pessoas tentando criar algo novo sob condições de extrema incerteza”. Ela aborda inovação de uma forma incompleta (de acordo com a definição formal de inovação, que não é simplesmente “algo novo”), e também não cita a escalabilidade da receita / negócio como ponto crítico.

    No Brasil, muitos desenvolvedores, designers ou pessoal de agência que montam uma pequena empresa para criar um produto web se auto-denominam “startup”. Eu topo isso, desde que seja um grupo de pessoas tentando criar um modelo escalável 🙂 mesmo que não necessariamente consigam atingi-lo.

    A mentalidade geral dos empreendedores vai crescer bastante a partir do dia em que mais pessoas tiverem essa escalabilidade de negócio como meta.

  2. Gosto da definição do Eric Ries por incluir o aspecto humano/empreendedor e o risco: “A startup is a human institution designed to deliver a new product or service under conditions of extreme uncertainty”

    Mas “a busca de um modelo de negócios escalável e repetitivo”, do Steve Blank, enfatiza aspectos importantes que não aparecem nessa definição.

    Então, fazendo o remix:

    A startup is a human institution designed to search for a repeatable and scalable business model under conditions of extreme uncertainty

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *