Comparando Diferentes Soluções NoSQL

Adrian Cockcroft, um arquiteto da cloud da Netflix, está publicando uma série de posts analisando como lidam os bancos de dados ao realizarem tarefas comuns da computação em nuvem. Tudo que já sabíamos continua ser verdade: o SQL é bom para algumas coisas, e algumas situações diferentes exigem diferentes soluções NoSQL. No geral, nenhuma solução é necessariamente “melhor.” No entanto, Adrian afirmou “Precisamos de uma base de comparação entre eles, para que possamos compreender as diferenças de comportamento.”

Adrian criou um exemplo de caso de uso e está pedindo que os desenvolvedores de banco de dados NoSQL expliquem como seus bancos de dados lidam com a disponibilidade entre as zonas, com o particionamento entre as zonas, acrescentando itens à lista, manipulação de corrupção de dados,  backup e restauração. Adrian usa o ambiente da Amazon AWS, mas os conceitos devem ser aplicáveis a outras plataformas de hospedagem em nuvem. O caso de uso que Adrian descreve é o seguinte:

Um dispositivo baseado na TV chama a API para adicionar um filme à sua lista de favoritos (como a pesquisa instantânea do Netflix, mas simplifiquei o conceito aqui), em seguida, ele lê a lista inteira para garantir que está mostrando o estado atual. A API não utiliza cookies, e o balanceador de carga (Amazon Elastic Load Balancer) é de rodízio, então o segundo pedido vai para um servidor de API diferente, que passa a ser de uma forma diferente da Amazon Availability Zone, e precisa responder com a lista modificada.

Ele então faz uma série de perguntas detalhadas sobre como os diferentes bancos de dados NoSQL iriam lidar com os diferentes aspectos deste cenário. Seu post original está aqui. O Cassandra e o MongoDB responderam aqui e aqui.

Adrian diz que vai oferecer um resumo e a comparação das opções depois que um número suficiente de desenvolvedores responderem. Fornecedores: o que vocês estão esperando? Mandem suas respostas para eles!

0 responses to “Comparando Diferentes Soluções NoSQL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *