Dicas para Você Fazer um Screencast para sua Startup

Um screencast é um jeito rápido de introduzir um produto ou recurso e também para mostrar aos clientes como ele funciona. É também uma ferramenta popular para demonstrações online que lhe dá a oportunidade de explicar coisas de uma maneira visual, o que geralmente é mais eficaz que textos e screenshots.

Existem várias ferramentas disponíveis que tornam o screencasting bastante simples, mas aqui estão algumas dicas que irão ajudá-lo.

Escolha a Ferramenta Certa

Existem muitas opções para o screencasting, com downloads de software e ou até com ferramentas baseadas em navegadores, disponíveis gratuitamente e também para compra. Algumas opções incluem Camtasia, Jing, ScreenToaster, e o ScreenFlow. Certifique-se que a ferramenta escolhida atenda as suas necessidades:

Vídeo: Será gravado por uma webcam ou uma câmera de vídeo?

Áudio: Você pode adicionar uma trilha de voz? Será gravado pelo áudio do computador? Você pode gravar o áudio ao vivo?

Edição: Você consegue trabalhar com muitas faixas de áudio e vídeo? O software tem a capacidade para transições, zoom e ampliação?

Saída: Você pode exportar o arquivo no formato que deseja?

Faça um Script

Faça um planejamento do que deseja mostrar. Escreva um script para seu screencast. Seu script deve ter não só o que você deseja dizer, mas também as imagens que irão acompanhar sua narração. Pense sobre o gênero de seu screencast: É um tutorial? Uma demonstração? Isso irá ajudá-lo na construção das palavras e imagens para a melhor apresentação possível.

Capturando o Screencast

Embora você possa capturar toda a sua tela em um screencast, você só precisa gravar a ação pertinente. Recursos como Zoom e seguir o mouse são sempre úteis.

Dependendo da ferramenta que você selecionar, você pode ter que gravar tudo – a tela e a voz – tudo em uma só tomada contínua. Geralmente é mais fácil gravar e editar primeiro o vídeo,  e então gravar a voz, para facilitar na velocidade e nas transições dos vídeos.

Pense no screencast em seções. Você pode gravar o vídeo e o áudio em partes ou capítulos, o que pode facilitar na edição e junção dos vídeos.

Editando o Screencast

A edição é sem dúvida o passo mais importante e é fundamental para se fazer um bom screencast. Mesmo que você possa capturar um grande volume de material, você deve trabalhá-lo para fazer uma apresentação sucinta.

Uma ferramenta de captura de tela irá captar todos os detalhes: quando você hesitou ou andou com o mouse, quando você escolheu o menu errado, quando você teve que redimensionar ou reposicionar as telas. Você deve cortar todos esses quadros desnecessários.

Seu screencast deve ser informativo e interessante, mas também breve. As pessoas não irão prestar atenção em um vídeo de 20 minutos (se você tiver tudo isso de informação para transmitir, considere quebrar o vídeo em capítulos). Tente fazer um vídeo de 3 a 5 minutos.

Enquanto edita seu screencast, evite a tentação de utilizar todas as transições com dissolve ou swipe. E certifique-se de revisar seu trabalho antes de publicá-lo.

Pode levar algum tempo para você dominar a construção de um screencast, principalmente se você está usando as ferramentas mais elaboradas. Mas o screencast é uma boa maneira de explicar facilmente o seu produto ou serviço, e por isso será útil aperfeiçoar suas habilidades de scripts e de screencastings.

Abaixo está um exemplo da crowdSPRING, que também tem um tutorial de screencasts em seu blog.

0 responses to “Dicas para Você Fazer um Screencast para sua Startup

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *