É Oficial, Agora o Google Leva em Consideração a Velocidade dos Sites Como Fator de Rankeamento.

Já faz algum tempo que o Google vem ameaçando incluir a velocidade dos sites como fator de rankeamento no seu algoritmo de buscas. Agora é oficial. A partir de hoje, o Google já está levando em conta a velocidade dos sites como fator para ajudar a oferecer os melhores resultados de busca para seus usuários.

O anúncio foi feito em um post de blog em sua central para webmasters e junto a ele, o Google listou algumas ferramentas que podem ajudar webmasters a acelerar suas aplicações.
É sabido que sites mais lentos fazem com que os visitantes fiquem menos tempo no site, mas segundo o Google, sites mais rápidos também reduzem os custos de operação.
Os algoritmos do Google fazem um benchmarking comparativo da velocidade do seu site e de outros sites e o Google oferece dicas de performance e otimização no Webmaster Tools.
Segue a lista de ferramentas recomendadas pelo Google para otimização de sites:

  • Page Speed – Um plugin de firefox que mede a performance de sites e dá dicas de otimização;
  • YSlow – Uma ferramenta do Yahoo! que também dá dicas de otimização;
  • Webmaster Tools, Labs – O serviço do Google mostra um benchmarking do seu site em comparação com os demais sites do mundo. No blog do serviço e na página do Google Code de velocidade também existem dicas de otimização de performance de sites.
  • Por enquanto, a inclusão deste fator nos resultados de busca ainda é discreta e afeta menos de 1% das buscas efetuadas no Google hoje. O Google afirma que a mudança foi feita faz algumas semanas e que caso seu site tenha sofrido alguma queda no tráfego de buscadores talvez possa ser uma boa hora para otimizar a velocidade do seus site.

    Em breve veremos o efeito real que esta mudança trará para a economia de busca. É um passo importante pois faz com que os usuários tenham uma web mais rápida, mas em breve veremos algumas reclamações de webmasters que tem dificuldades para otimizar seu front end ou mesmo migrar para um servidor melhor gerando mais custos. É esperar para ver.

    0 responses to “É Oficial, Agora o Google Leva em Consideração a Velocidade dos Sites Como Fator de Rankeamento.

    1. Não sei por que.

      Coisas que Google leva em consideração são as de sempre: velocidade de carregamento (você pode fazer uma boa página em Flash com míseros 50 KB, acredite), você só tem uma requisição (na maioria das vezes), tem somente um DNS lookup e o Google ainda indexa conteúdo em Flash.

      Não tou dizendo que site SÓ em Flash é bom, mas por enquanto isso não o ameaça diretamente (somente os sites mal feitos 🙂

    2. A parte irônica é que a presença de tags do Google AdSense e Google Analytics são dos fatores que o Google Page Speed mais reclama. Será que lá dentro do Google as pessoas falam umas com as outras e combinam bem estas medidas antes de as anunciarem?

    3. Achei interessante essa novidade do Google. Página lenta e que demora mais de 30 sec, para carregar nem merece estar nos resultados de busca, muito menos na primeira página.

      Interessante também perceber que faz pouco tempo o Google adotou um recurso de 'auto-paginação' no Blogger para diminuir o tempo de carregamento dos blogs hospedados; acho que, de vez em quando, as equipes do Google conversam entre si

    4. Achei interessante essa novidade do Google. Página lenta e que demora mais de 30 sec, para carregar nem merece estar nos resultados de busca, muito menos na primeira página.

      Interessante também perceber que faz pouco tempo o Google adotou um recurso de 'auto-paginação' no Blogger para diminuir o tempo de carregamento dos blogs hospedados; acho que, de vez em quando, as equipes do Google conversam entre si

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *