Entrevista: Lean Startups com Eric Santos

Ontem tivemos a oportunidade de assistir a apresentação sobre Lean Startups, com Eric Santos, fundador da Praesto, e autor do blog Manual da Startup aqui na #cparty. Fizemos algumas perguntas ao Eric sobre o mercado de startups, estratégias e metodologias  lean. Confira:

RWWBR: Você criou o primeiro blog evangelizando as metodologias de lean startups no Brasil, o que motivou a adoção da metodologia?

Eric: Nesses quase 10 anos que tenho me envolvido com Startups (como colaborador, fundador, conselheiro, etc.), já vi muita ideia boa e com gente capacitada empreendendo – com ou sem VC – e que acabou não dando certo. Na minha própria empresa, já tivemos alguns lançamentos de produtos mal-sucedidos. Olhando para trás em todos os exemplos, não é difícil concordar com o Marc Andreessen de que o principal fator que define o sucesso de uma Startup é encontrar o Product/Market Fit, ou seja, encontrar um produto que atenda uma demanda clara de um mercado grande o suficiente.

Há pouco mais de dois anos tomei conhecimento dos conceitos do Steve Blank, Eric Ries, Sean Ellis e outros, que tratam justamente de como chegar ao Product/Market Fit. Desde então tenho procurado aprender e praticar bastante sobre o tema. O blog Manual da Startup é uma iniciativa para começar a compartilhar isso e promover a discussão e as práticas aqui no Brasil.

RWWBR: Que pontos positivos uma startup pode obter utilizando os processos de customer discovery e validation?

Eric: O principal deles é entender que desde o começo, o que os empreendedores têm na cabeça são uma série de hipóteses (a.k.a. chutes) sobre os clientes, produto, canais, etc., que ainda precisam ser provadas no mercado. O quanto antes essas hipóteses forem testadas, maior é a chance da Startup fazer as correções necessárias a tempo, e consequentemente, aumentar as probabilidades de sucesso do empreendimento.
O Customer Discovery e Validation são processos que auxiliam o empreendedor a testar essas hipóteses e ultimamente a alcançar um modelo de negócios escalável.

RWWBR: Quais os pontos negativos da aplicação da metodologia? Quais as limitações?

Eric: Algumas pessoas argumentam que há uma redução de velocidade na construção do produto por conta das atividades de Customer Development (entrevistas, pesquisas, setup de métricas, etc.). De fato é um trabalho adicional que pode ser um pouco penoso no início, especialmente para o pessoal mais técnico que quer sair implementando features logo. No entanto, sem iterar rapidamente e aprender com o mercado desde o começo, o empreendedor acaba “dirigindo uma venda no rosto”. Sem dúvida o tempo gasto com Customer Development deve ser encarado como um investimento essencial.

RWWBR: Quais startups existem hoje no Brasil adotando estas metodologias?

Eric: Não conheço todas Startups que estão usando as técnicas aqui, mas posso citar como exemplos a Sandbox, com o seu produto Tangu, a Chaordic, o pessoal do Empreendemia, além dos meus cases pessoais com os produtos na Praesto e em outra iniciativa que devo lançar em breve. Adoraria conhecer novos exemplos !

RWWBR: Quais as técnicas mais comuns utilizadas para acessar uma base inicial de usuários na fase de customer discovery?

Eric: São várias as técnicas, desde campanhas no Adwords, passando por trabalho em social media e contatos pessoais por indicações. Escrevi um post com mais detalhes sobre esse tema aqui.

RWWBR: Pode compartilhar algum case de sucesso “lean” no mercado brasileiro?

Eric: Até pelo caráter recente da metodologia e especialmente pelo ainda pequeno grupo praticante no Brasil, ainda não tenho nenhum exemplo de sucesso em larga escala de alguém que usou deliberadamente os conceitos de Lean Startups.
No entanto, se você pegar o próprio Buscapé como exemplo, é nítido que mesmo sem ter usado isso de forma consciente, eles passaram por diversos processos de experimentação com o mercado, ajustes no modelo de negócio, etc. Em essência, é disso que se tratam as Lean Startups, e as metodologias servem para acelerar esse processo de aprendizado e maximizar as chances de sucesso.

Confira os Slides da Apresentação:

E se você leitor se interessa pelas metodologias lean, é uma ótima oportunidade de seguir o @ericnsantos no Twitter.

0 responses to “Entrevista: Lean Startups com Eric Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *