Nota do editor: Este post faz parte de uma parceria do WebHolic com o site Exame. O conteúdo exibido aqui não é de nossa autoria.

O Facebook anunciou que vai incorporar um novo botão ao perfil dos usuários na rede social. Chamado, em inglês, de Subscribe, o botão vai permitir receber atualizações de usuários sem fazer parte da lista de amigos deles. O botão cria uma relação unidirecional, como já acontece no Twitter e no Google+. A pessoa poderá seguir alguém sem ser seguida por ela, algo que não era possível, até agora, no Facebook.

Um detalhe interessante sobre o botão Subscribe (que talvez venha a se chamar Assinar ou Seguir em português) é que ele dá opções para configurar quais atualizações serão recebidas. É possível assinar todos os posts ou apenas aqueles marcados como importantes. O usuário ainda pode especificar se quer ou não receber avisos gerais, atualizações de status, convites para jogos, fotos e vídeos.

Essas opções valem tanto para pessoas na lista de amigos como para outras, das quais o usuário se torna seguidor. Além disso, cada pessoa pode escolher se quer ter assinantes ou não. Se optar por aceitar seguidores, o usuário vai poder decidir, na hora de publicar um post, se quer compartilhá-lo apenas com os amigos ou também com eles.

A ideia do Facebook, é claro, é que os usuários possam ler o que escrevem pessoas interessantes com as quais eles não têm amizade – como já acontece no Twitter e no Google+. Considerando que o Twitter está no ar desde 2006, pode-se dizer que a turma de Zuckerberg demorou bastante para implementar o novo recurso.

Expandindo-se com enorme sucesso no mundo inteiro, o Facebook certamente não viu necessidade de imitar essa característica do Twitter antes. Mas agora é diferente. Seria um erro grave subestimar um concorrente como o Google. E Zuckerberg já demonstrou que não pretende cometer esse erro.

O Facebook Ganha Círculos

O Facebook já havia divulgado mudanças no seu recurso de listas de amigos que o deixam mais parecido com os círculos do Google+. O próprio Facebook reconhece que o sistema de listas era complicado. “As listas existem há vários anos. Mas vocês nos contaram que era trabalhoso organizar listas para diferentes aspectos da vida e mantê-las atualizadas”, escreveu Blake Ross, diretor de produto do Facebook, ao comunicar as novidades no blog da empresa.

A rede social vai, agora, criar listas automaticamente com base nos perfis dos usuários. É o que o Facebook chama de listas inteligentes (smart lists). Serão quatro: Família, Trabalho, Escola e Cidade. Além disso, o usuário poderá adicionar contatos às listas Amigos e Conhecidos. As atualizações dos amigos serão exibidas prioritariamente em relação às dos conhecidos.

Outra lista, chamada Restritos, fica reservada para pessoas com as quais o usuário não quer compartilhar informações. Sem dúvida, tudo isso lembra um pouco os círculos do Google+. Mas há uma diferença. Na rede social do Google, todos os contatos precisam fazer parte de círculos. Já no Facebook, as listas são opcionais. Quem preferir pode ver todos os amigos numa relação única.