Autor Convidado: Maurício Maia desenvolve sistemas web de larga escala e grandes volumes de dados. Experiente em Ruby e noSQL, fundou o BuzzVolume. Dedica-se, ainda, ao jornalismo digital e ao acesso de dados públicos. Ocasionalmente escreve em seu blog pessoal.

Continuando a explorar os dados do Foursquare no Brasil, estou fazendo alguns experimentos para analisar e visualizar a rede que se forma da relação entre as pessoas e os locais que elas frequentam.

Na imagem abaixo, a rede com cores que identificam “comunidades” que se formam dessas relações.

Abaixo, pessoas em vermelho e locais em verde. O tamanho do nó e do seu rótulo representam a quantidade de checkins.

Na imagem acima, fica visível que aeroportos são os locais com mais checkins. Outros locais com grande número de checkins são grandes empresas (UOL, IBM), eventos (Bienal do Livro, Digital Age), universidades (FAAP, UnB, Mackenzie) e centros comerciais.

E aí, gostou dos resultados? Deixe sua opinião nos comentários