Na semana passada escrevemos sobre a nova fase do fundo e.Ventures, que mudou de nome e unificou seus cinco fundos internacionais, sendo que um deles atua aqui no Brasil. Hoje uma outra ótima notícia para os brasileiros: o fundo Redpoint Ventures anunciou que já levantou US$ 130 milhões para seu primeiro fundo VC dedicado.

O fundo, que se tornou o maior VC com foco em startups em early stage do Brasil, será gerenciado pelos parceiros Yann de Vries e Anderson Thees. A empresa planeja continuar dando suporte ao mercado brasileiro, mas também ajudará empreendedores latino-americanos que atuam no mercado de e-commerce, nuvem ou no setor móvel.

O parceiro fundador do Redpoint Ventures falou com o TechCrunch sobre o crescimento do Brasil e sobre a experiência do fundo em lidar com empresas em early-stage do Silicon Valley:

“O processo é um pouco educativo. Como veteranos do Vale do Silício, nós esquecemos que nem todo mundo lê o TechCrunch, e não é todo mundo que sabe como são construídas e estruturadas as startups de tecnologia em early-stage aqui no Vale do Silício… Em muitos aspectos, no Brasil nós temos a oportunidade de realmente ser parte da formação de algo desde o início.”

A unificação dos fundos internacionais também ajudará na expansão internacional de startups do portfólio da empresa. Prova disso foi a aquisição de uma empresa chinesa de um mercado bastante promissor, apenas para atuar no mercado brasileiro, onde será mais eficiente.

“No Brasil, estamos focando no e-commerce, porque estamos vendo uma demanda reprimida, e estamos focando no setor móvel porque os preços dos planos de dados estão caindo,” disse o co-fundador da e.ventures, Mathias Schilling, para o VentureBeat.

Parabéns para o pessoal nesta ótima iniciativa!

Agora deixo uma pergunta: Você acha que o boom do mercado brasileiro está apenas começando?