Google Docs Aproveitando Restos do Wave: Marcações Colaborativas e Notas em Tempo Real

A Google pode ter matado o Wave (prematuramente para alguns), mas acrescentou um pouco de colaboração em tempo real para um de seus produtos, o Google Docs, com marcações colaborativas.

O novo recurso é fácil, simples e oferece um grande potencial de trabalho cooperativo na web, em tempo real. De acordo com o blog do Google Docs “você agora pode ver o texto que outros editores estão destacando no momento em que eles o fazem.” Isso significa que, antes de qualquer coisa, você poderá ver o texto ser selecionado. A partir da imagem, parece também que você poderá selecionar um texto e acrescentar notas a ele, um recurso muito usado por professores e editores em programas como os do Microsoft Office.

A diferença é que aqui está acontecendo em tempo real. Duas pessoas estão com o documento aberto para fazerem mudanças, agora eles conseguem ver a seleção do outro e acrescentar comentários. É um processo passo-a-passo, e não uma comunicação assíncrona. É a diferença entre o chat e o email e faz toda a diferença na interação entre o autor e o editor, ou até mesmo entre editores que estejam editando juntos um documento.

O Wave pode ter acabado, mas esperamos que o Docs comece a receber mais ferramentas de colaboração em tempo real para substituí-lo de alguma forma.

O que você acha? Quais outros usos você consegue enxergar nesse tipo de interação em tempo real? E quais outras características do Wave você gostaria de ver no Docs?

0 responses to “Google Docs Aproveitando Restos do Wave: Marcações Colaborativas e Notas em Tempo Real

  1. ola

    Sou usuario do google docs há tempos. Gosto de usa-lo,todavia creio que ele poderia

    ser um pouco mais enriquecido, a ponto de realmente, quando se pensasse em suite de

    escritorio, o gdocs passasse a ser um lembrança recorrente, assim com o ms office e

    o open office.

    No meu caso, eu penso para o gdocs a aquisição pura e simples de uma suite online

    como o zoho-o ideial- o livedocuments ou o think free.Para enriquecer o docs, mais

    opçoes de graficos,um banco de dados e um programa de fluxograma, reforçar o exibidor

    de imagens.

    Por fim, ultimas sugestoes – o docs poderia ser acoplado ao open office ou então

    a google adotar – online,claro- o ibm symphony, que parece ser bom, mas que poderia

    ser a versao “heavy” do gdocs.

    Encerro fazendo a seguinte pergunto – o que eu poderia fazer, dentro do que o

    mundo da informatica oferece, para “turbinar” o gdocs?

  2. ola

    Sou usuario do google docs há tempos. Gosto de usa-lo,todavia creio que ele poderia

    ser um pouco mais enriquecido, a ponto de realmente, quando se pensasse em suite de

    escritorio, o gdocs passasse a ser um lembrança recorrente, assim com o ms office e

    o open office.

    No meu caso, eu penso para o gdocs a aquisição pura e simples de uma suite online

    como o zoho-o ideial- o livedocuments ou o think free.Para enriquecer o docs, mais

    opçoes de graficos,um banco de dados e um programa de fluxograma, reforçar o exibidor

    de imagens.

    Por fim, ultimas sugestoes – o docs poderia ser acoplado ao open office ou então

    a google adotar – online,claro- o ibm symphony, que parece ser bom, mas que poderia

    ser a versao “heavy” do gdocs.

    Encerro fazendo a seguinte pergunto – o que eu poderia fazer, dentro do que o

    mundo da informatica oferece, para “turbinar” o gdocs?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *