Google Realtime: Um Pequeno Passo na Busca em Tempo Real

Todo mundo fala que a Google não entende as mídias sociais. Porém, o que a Google faz melhor que todo mundo e continua melhorando é na busca – junte as duas e a empresa poderia ter encontrado uma receita campeã.

Ontem a Google anunciou que o seu recurso de busca em tempo real agora tem sua própria página no google.com/realtime e uma série de novas funcionalidades. (Se o link não funcionar, tente este por enquanto.) O novo Google Realtime é bem executado, útil e certamente melhor do que as atuais implementações de buscas feitas pelo Twitter e Facebook. A desvantagem? Falta muita coisa que limitará algumas coisas legais que poderiam ser feitas com ele.

Por enquanto a função de busca é focada principalmente em mensagens do Twitter, mas também estão incluídas atualizações do Facebook, Buzz e de outras redes. Isso já tem alguns meses, mas as mudanças recentes são dedicadas à URL, filtros, exibição de conversas e a inclusão de “atualizações” no Google Alerts.

O que está Faltando?

O Google Realtime é legal, mas poderia ser bem mais se incluíssem o seguinte:

  • Feeds para os resultados de pesquisa. Usuários e desenvolvedores devem ser capazes de assinar feeds das atualizações dos resultados de pesquisa. Ter o Google Alerts por RSS pode ser uma opção viável para isso, mas existem muitas possibilidades que a Google aparentemente deixou passar. Mas será que a empresa já está trabalhando para isso? É difícil dizer.
  • Pesquisa de arquivo (buscar no passado sem limitações). Os resultados de busca do Twitter são bastante limitados devido a alguns problemas de bancos de dados em que a empresa continua sofrendo. Se alguém pudesse abrir os dados de busca de todos os tempos das streams de notícias, esse alguém seria a Google, certo? Infelizmente, ainda só é possível esse tipo de pesquisa dos tweets de Fevereiro deste ano até então, embora a Google tenha avisado que com o tempo incluirá um arquivo completo desde o primeiro tweet.
  • Fontes adicionais. Isso não é uma reclamação, é um pedido. E que tal outros fluxos de informação em tempo real? Seria ótimo mostrar para o mundo que tempo-real não significa apenas Twitter e Facebook. Busca por feeds públicos de webcams? No futuro (talvez até agora) seria legal ter buscas de atualizações em tempo real de objetos do mundo real com sensores de dispositivos. Atualmente existem mais dispositivos não-humanos online do que os próprios humanos, agora imaginem como seria legal indexar todos os dados públicos pelo Google Realtime! Talvez um dia…

Estamos apenas no começo da web em tempo real e quanto antes ultrapassarmos o pensamento dos “últimos tweets aparecendo na página,” economizaremos nossa massa cinzenta para elevar a web em tempo real para o próximo nível e melhorar a experiência do usuário e até mesmo do mundo todo.

Vantagens

Vamos deixar as limitações de lado, a adição de resultados de busca locais em tempo real ao Google provavelmente irá disponibilizar para milhões de pessoas o valor que as streams de informação em tempo real podem oferecer.

É um bom complemento aos serviços da Google e é uma ótima maneira para a empresa colaborar com as mídias sociais. Boa sorte e vida longa ao novo produto!

0 responses to “Google Realtime: Um Pequeno Passo na Busca em Tempo Real

  1. real time tudo em tempo real é como um negócio é pra agora se ficar pra amanha pode haver desistência tanto do comprador como do vendedor , agora uma pergunta voçeis do real time tem mais um recurso pra consequencia de negociaçoes acontecerem devido esse proprio serviço /Workfast – onde não seria um corretor de imoveis mais uma combinação de negocios/ contatos – porque ideias e comentarios são fabulas as vezes principalmente qum recebe e quer fazer dinheiro com o que esta escrito – é como a sigla pac programa de aceleração do comercio/ muda-se a ultima letra desenvolvimento viu lindo né mudar a letra isto em tempo real.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *