Google x URLs: Chrome 13 Permite que Usuários Escondam a Barra de Endereços

Desde o lançamento da Chrome Web Store, a Google está numa missão para redefinir a nossa percepção do que constitui um sistema operacional, um navegador e um programa. Estranhamente, no mundo da Google um sistema operacional é um navegador e um programa, ou web app.

Na verdade, até mesmo a menor das mudanças aponta nesta direção, principalmente com os boatos de que a próxima versão do Google Chrome poderá matar a barra de endereços.

Segundo o blog de tecnologia Conceivably Tech, a próxima geração do Chrome – Chrome 13 – vai devolver os 30 pixels de espaço da tela ao se livrar da barra de endereços. O navegador vai ficar cada vez menos na visão do usuário, dando mais atenção às próprias páginas.

Em vez de mostrar a barra de endereços permanentemente, o usuário terá que clicar duas vezes em uma aba para ver a versão encurtada da URL que é exibida com aquele efeito hover, se você move o cursor para fora do campo a barra desaparece. O recurso deve ser ativado pelo usuário em uma build recente do Chrome 13. Para ativar a barra escondida, os usuários terão que clicar com o botão direito na aba e selecionar “Hide the toolbar.” Além de esconder a barra de endereços, o novo recurso também move o menu de ferramentas, esconde qualquer extensão e apresenta novos botões de avançar / voltar.

A empresa deixou claro no Google I/O deste ano que o Chrome receberá uma atenção a mais, e que ele seria muito mais que um navegador. Na verdade, a empresa dedicou o segundo dia do evento ao navegador, falando que o Chrome possui mais de 160 milhões de usuários ativos e várias capacidades gráficas e funcionais que o coloca além das nossas expectativas padrão para os navegadores. Na mesma palestra, a empresa anunciou o Chromebook, cujo centro da experiência do usuário será o Chrome.

Com o “desaparecimento” da barra de endereços, os aplicativos web vão ganhar mais importância, com os usuários navegando em ícones de aplicativos em vez de digitar URLs, assim como estão acostumados com a navegação do OSX ou do Windows. Pensando bem, em muitas maneiras as URLs são um resquício do passado. Assim como não digitamos linhas de comando numa janela do DOS em um computador com Windows, a Google quer que nossa experiência da web seja apenas apontar e clicar, e não com barras invertidas () e nomes de domínios errados.

0 responses to “Google x URLs: Chrome 13 Permite que Usuários Escondam a Barra de Endereços

  1. A experiência de uma “Google App Store” com aplicativos para o Chrome Web promete ser muito interessante. Parte do apelo das AppStores atuais deriva de outros fatores – seja das características dos equipamentos (mobilidade), seja da falta de opção de instalação de apps por outros meios (tanto em Android como em iOS). Ninguém sabe ainda se isso vai ter apelo em uma plataforma que não tem essas características, ou restrições. A aposta é boa!

  2. Prefiro muito mais uma empresa que tenta monopolizar o Sistema Operacional (Microsoft) do que uma que tenta monopolizar nossos gostos, mente e ALMA!!!! Chrome, Chrome OS… é tudo uma ******** só… Ah, para mostrar um exemplo: tentei enviar um software (compactado em formato “.ZIP”!) para a minha esposa que estava na casa da mãe dela pelo GMAIL e, a ******** do Google disse que por questões de segurança não aceita enviar arquivos considerados perigosos pelo GMAIL… ok, perdeu um cliente… não uso mais o GMAIL e, logo deixarei de usar o ORKUT assim que a maioria migrar para o Facebook e, deixarei de usar o Buscador Google assim que o Microsoft BING melhorar as buscas. Essas empresas tem que entender que as pessoas querem liberdade… já imaginou o “Chrome OS” no lugar do Windows??? Se uma empresa rival tentasse criar um software para ele… ah sim… A Google teria que autorizar né… afinal o software estaria nos servidores (leia-se “Nuvem”) da Google e, alguém acha que eles apareceriam na tela inicial do “Chrome OS” ?

  3. A verdade é que essas empresas que apóiam o “Cloud Computing” sonham em acabar com os Desktops, que ninguém vai largar e sempre será o “PC principal”, e colocar no lugar, Smartphones e Tablets, que convenhamos, só serve para “quebrar o galho” quando estamos longe de casa, ou do PC do trabalho e, não podemos perder tempo procurando uma “Lan House”… sem contar que utilizar algo que venha do projeto de ditador que é o Steve Jobs (APPLE) que sacaneou até mesmo o melhor amigo dele (Steve Wozniac) e sonha em dominar o mundo, ou, uma empresa (GOOGLE) que “jura” apoiar a liberdade mas, restringe algumas palavras (tipo “torrent”) no “autocompletar” do buscador para agradar um bando de ladrões que são essas gravadoras que querem cobrar R$200 por um CD de música, na maioria das vezes de péssima qualidade, prefiro ficar com os “retardados” da Microsoft (Bill Gates e Steve Ballmer), apoiar o crescimento do GNU/Linux (mais LIBERDADE!) e aguardar o Windows Phone 7 ou 8 com a Nokia. Ainda tem gente que acredita que EMPRESA COMERCIAL apóia liberdade? Apóia sim… liberdade para o dinheiro entrar no bolso deles por um preço acima do que é justo!!! Vamos lucrar, vamos lucrar, esse é o lema! E os “bobos” dos usuários… vão para o ******* !!!

  4. aii por favor vcs 2 ai d cima acordem, ao primeiro, a maioria ja usa Fb, entao migre, segundo o Bing eh uma porcaria q so nao eh maior pq existe o windows, mais mude para ele, alem dele tambem existe o Y! ;D pesquise neles e depois, retorne pro google, q é o q ira acontecer
    ao segundo….antes alguem tenta dominar o mundo mas q faz coisas q realmente funcionam !, ao menos teremos a segurança d ligar nossos computadores e podermos trabalhar livre d telas azuis, e Linux ?! ah por favor nem robos conseguem trabalhar com aquela porcaria.

    e no final todos ligamos o computador essencialmente para acender a web, então pq insistir em algo tao velho quanto os Windows/OSX/Lixux ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *