Acho que não serei o único ainda meio que em choque com o valor que o Facebook – ou melhor, o Zuckerberg, parece que ele é que conduziu a negociação sozinho – pagou pelo Instagram. Um bilhão de dólares é grana. É muita grana, e, mesmo com todos os infográficos que o pessoal da Lecom compilou, ainda fica difícil saber o que motivou o negócio. Será que o Facebook quer se firmar junto dos mais de 40 milhões de usuários do serviço? Ou quer apenas a equipe responsável pelo Instagram no seu time? Ou será que foi uma jogada de antecipação, do estilo comprar antes que outro compre?

Ainda é cedo para dizer. Por agora, parece que o Instagram vai continuar funcionando normalmente. Se vamos assistir a algo do estilo Friendfeed (alguém ainda lembra dele?), isso só o tempo o dirá.

A compra do Instagram | Via

A História do Instagram | Via

Fatos do Instagram | Via

Curiosidades sobre o Instagram | Via

O sucesso do Instagram | Via

Tudo sobre o Instagram | Via

Tem um palpite para o que vai aciontecer com o Instagram? Deixe o seu comentário!