O Co-Fundador do Instagram é Brasileiro!

O Instagram, aplicativo do iPhone que além dos recursos sociais dentro do mesmo, permite que o usuário tire fotos e aplique múltiplos filtros para então publicar facilmente em várias redes sociais, ficou no nosso Top 10 Startups de 2010 e continua sendo destaque pelo mundo inteiro com mais de 1 milhão de downloads na App Store, e o Brasil está entre os quatro maiores em número de usuários.

Mas além do seu sucesso, tivemos uma surpresa com o aplicativo, ele foi desenvolvido por um brasileiro, Mike Krieger. Sim, o nome é de americano, mas ele é um brasileiro legítimo.

Mike deu uma entrevista ontem para a INFO Online contando um pouco da sua história. Ele contou que morou grande parte da sua vida em São Paulo, e que 2004 se mudou para a Califórnia, primeiramente para Palo Alto, mas faz dois anos que mora em São Francisco.

Sobre sua experiência anterior em startups ele disse que trabalhou na Meebo:

Depois da faculdade, eu trabalhei por um ano e meio na Meebo, uma start-up em Mountain View, também na Califórina. Eu entrei na empresa como um designer de experiência de usuário, mas como é comum em empresas de start-up, acabei trabalhando também em diversas várias áreas da empresa; desenvolvi alguns recursos do site Meebo.com e também do Meebo Bar, o produto que eles disponibilizam para desenvolvedores que querem ter chat em seus próprios sites.

Acabei me inspirando muito pelos fundadores da Meebo, o Seth [Sternberg ], a Elaine [Wherry] e a Sandy [Jen], e quando a oportunidade surgiu para entrar numa start-up bem no começo eu decidi sair para juntar-me ao Kevin Systrom [cofundador do Instagram junto com Mike e atual CEO da empresa].

Mike conheceu Kevin em um programa para jovens empreendedores em Stanford chamado Mayfield Fellows Program. Depois de um tempo Mike se juntou ao Kevin para trabalhar em seu projeto chamado Burbn e, juntos, perceberam que o produto era um pouco complicado mas perceberam que um dos recursos já era suficiente para um produto interessante, essa percepção fez com que lançassem 3 meses depois o Instagram.

Quando questionado sobre como será a monetização do aplicativo ele responde:

O app principal continuará gratuito. Temos várias ideias de como podemos começar a gerar receitas, por exemplo, com recursos adicionais que podem ser comprados pelo sistema de “In-App Purchasing” da Apple, dentro da aplicação.

Segundo Mike o Brasil é um dos quatro países que mais utiliza o aplicativo, junto com o EUA, Japão e a Inglaterra. Ele completa dizendo que fica muito feliz com a atenção recebida pelo país natal. Inclusive, o aplicativo está disponível em português, inglês, espanhol, alemão, italiano, francês, japonês, chinês e russo. E, de acordo com Mike, foram os próprios usuários que fizeram as traduções.

Nos primeiros quatro meses apenas Mike e Kevinos trabalhavam no Instagram, mas depois contrataram duas pessoas e continuam com apenas quatro pessoas.

Mike falou também sobre aportes e propostas de compra:

Recebemos um investimento de US$ 500 000 de dois investidores angel: o Baseline Ventures e a Andreessen Horowitz. Já houve interesse em comprar a empresa, a intenção é continuar numa trajetória independente.

Mike ainda disse que a empresa pretende crescer bastante em 2011, o que pode ajudar no desenvolvimento de uma versão para Android. Ele ainda falou sobre o data center do Instagram:

Nosso serviço está hospedado na plataforma de cloud da Amazon, então o nosso data center é virtual e bem flexível—como nós estamos em fase de pleno crescimento e recebemos mais de duas fotos por segundo, é superimportante que a gente possa ampliar a nossa capacidade de uma forma dinâmica.

É sempre bom ver brasileiros se destacando na gringa, principalmente com um aplicativo tão bacana. Desejamos um ótimo ano para o Instagram e para Mike.

0 responses to “O Co-Fundador do Instagram é Brasileiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *