Recentemente, a Google divulgou um documento sobre sua alta disponibilidade no banco de dados Megastore. O Megastore “combina a escalabilidade de um armazenamento de dados NSQL com a conveniência de um RDBMS tradicional em uma maneira nova, e oferece fortes garantias de consistência e alta disponibilidade,” diz o documento. O Megastore é a tecnologia responsável pela High Replication Datastore da Google.

O documento é curto, apenas com 12 páginas. Mas se deseja uma leitura mais rápida ainda, confira esses resumos:

Para ter uma noção mais rápida ainda, aqui estão os três pontos chaves abordados:

  • Ele tem sido amplamente utilizado para uso interno pela Google há vários anos.
  • Ele utiliza o algoritmo Paxos para gerenciar a replicação entre os data centers.
  • Apesar de oferecer um modo de consistência eventual, ele pode priorizar a consistência sobre o desempenho. Ele oferece três níveis de consistência de leitura: instantâneo, atual e inconsistente.

No momento, ele só está disponível ao público através do App Engine. Mas será que a Google vai torná-lo um projeto open source?