O Rei Abdullah NÃO Tentou Comprar o Facebook

A internet é um ótimo lugar para começar rumores, e um dos mais recentes é o de que o rei Abdullah da Arábia Saudita decidiu oferecer US$ 150 bilhões para comprar o Facebook para diminuir o impacto político provocado pela rede social.

Apesar dos rumores serem falsos, a mídia mainstream do Egito relatou a notícia como verdadeira, segundo o tweet do executivo da Google Wael Ghonim, que foi raptado e solto no Egito.

Primeiramente, a fonte dos rumores, Dawn Wires, avisa no final de seu artigo que “Os artigos do Sunday Humor no Dawnwires.com são feitos para entreter os leitores. Eles podem ou não ser verdadeiros.” Muitos leitores não leram o rumor até o final, gerando muitos comentários denegrindo o rei da Arábia Saudita.

Além disso, o portal árabe de notícias El-wasat confirma que a notícia é falsa e nega as alegações do relatório da Goldman apresentadas ao rei Abdullah de “como o Facebook pode ser usado para impor sua posição permanentemente.” O site de notícias afirma que grande parte das informações desta notícia é falsa e não possui base alguma.

Mesmo assim, a notícia deu repercussão, foi compartilhada 22.900 vezes no Facebook, teve 2.133 tweets, 222 emails enviados, e foi compartilhada 25.700 vezes em outras redes sociais como o Stumble Upon, Digg, MySpace, etc. Esperamos que a repercussão seja pelo humor, e que todos estejam cientes da verdade, principalmente os jornalistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *