Jailbreak: Breve em um iPad Perto de Você

O conhecido hacker de iPhone George Hotz está provocando os internautas com um vídeo que mostra um novo jailbreak para todos os modelos do iPhone e iPod Touch, e segundo ele talvez até para o iPad. Esse suposto processo melhorado visa resolver um problema que chegou quando dispositivos atualizados quando o iPhone 3GS e o iPod Touch 3.0 foram lançados. Após realizar o jailbreak nestes aparelhos mais novos, se você já precisou dar reboot no telefone, ele teria que estar conectado ao seu computador e o software que realizaria o hack teria de ser re-executado. Mas, segundo Hotz, isso não acontecerá mais.

É ótimo saber disso, mas uma grande questão vem em mente: quem iria fazer o jailbreak em um iPad e porque?

A Razão do Jailbreak

O jailbreak é um termo que se refere a um tipo de hack que liberta o dispositivo para permitir a instalação de aplicativos não aprovados de terceiros. Tornou-se conhecido ao longo dos anos como um método que fornece acesso a aplicações pirata do iPhone, versões de aplicativos pagos disponíveis gratuitamente que podem ser instalados em dispositivos que fizeram o jailbreak. No entanto, esta não é a única razão para as pessoas fazerem o jailbreak no iPhone e iPod Touch.

A principal razão, muitos argumentam, não é para aplicativos gratuitos e sim para mais aplicativos, aqueles que a Apple não aprova. Graças a iTunes App Store e suas restrições impostas nos desenvolvedores, alguns dos melhores aplicativos estão disponíveis fora do domínio da Apple. Quer transformar seu iPhone em um modem de acesso à internet para seu notebook (conhecido como “tethering”? Quer baixar vídeos do YouTube para assistir offline? Quer mexer nos ajustes escondidos do seu iPhone? Transferir arquivos por Bluetooth? Ativar o Flash? Mudar o visual do seu telefone com temas e ícones personalizados? Executar aplicativos em segundo plano? Filtrar chamadas? Essas e outras são as vantagens de um aparelho “livre”.

Embora esses hacks tenham um grande apelo para usuários de pequenos dispositivos, alguns deles não serão necessários no iPad.

A Razão do Jailbreak no iPad

A habilidade de utilizar o telefone como modem de seu notebook é a razão mais popular para o jailbreak. Mas, no iPad, você já tem o acesso Wi-Fi ou então 3G. E com isso não haverá necessidade desta prática. E outra, se você estiver carregando o iPad, provavelmente terá deixado o notebook em casa.

Outro favorito entre os jailbreakers é um aplicativo chamado Winterboard. Ele permite que você mude completamente o design da interface do usuário de seu iPhone desde ícones do fundo e até mesmo o ícone da bateria e a barrinha “slide to unlock”. Porém, no iPad os usuários agora podem usar qualquer imagem como plano de fundo do aparelho ao invés de apenas na tela de bloqueio como é no iPhone. Claro que esse recurso do iPad é ainda muito limitado em termos de funcionalidade, mas ele provavelmente irá emplacar para as pessoas que sentem a necessidade de uma pequena customização a mais da existente no iPhone.

Da mesma forma, muitos dos apps que permite pequenas mudanças relacionadas ao telefone não serão mais necessários, já que o iPad não é um telefone. O mesmo vale para aplicativos de câmera e para o Flash, já que cada vez mais os sites estão adotando a tecnologia HTML5.

Pode ser que apareçam algumas razões para fazer o jailbreak no iPad, mas claro que muito menos do que seus parentes iPhone e iPod Touch. Mas não ficaríamos surpresos em ver o surgimento ao longo do tempo de um ecossistema dos aplicativos rejeitados, porém interessantes e úteis. Se houver característica que o iPad não faz, é quase certo de que existirá um aplicativo para isso. Só que provavelmente não estará disponível na iTunes Store. E você, vai correr o risco?

0 responses to “Jailbreak: Breve em um iPad Perto de Você

  1. Embora todo mundo saiba que o principal uso do Jailbreak é para a utilização de aplicativos crackeados e/ou barrados na Apple Store.

  2. Embora todo mundo saiba que o principal uso do Jailbreak é para a utilização de aplicativos crackeados e/ou barrados na Apple Store.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *