Os Concorrentes do iPad ainda São Protótipos!

Ultimamente uma tendência interessante se formou no mercado móvel. Grandes empresas como Samsung, Motorola, Kyocera, RIM e Microsoft estão lançando produtos inacabados e tentando vendê-los com base em seus potenciais. O novo tablet BlackBerry não possui um cliente de email ou uma grande variedade de aplicativos, o Windows Phone 7 da Microsoft não possui o recurso multi-tarefas, e o Android Honeycomb tem apenas alguns meses de idade, e muitos bugs, mesmo assim eles esperam que os consumidores gastem seu dinheiro suado com eles, e até com contratos anuais para esses dispositivos, baseando no que eles poderiam ser.

Você não engoliu? Bom, você não está sozinho.

Muitos Protótipos (Produtos Inacabados)

Os tablets Android não estão vendendo muito. Principalmente o Xoom da Motorola, que ainda não estourou. O Windows Phone não está indo muito bem nas vendas. E ainda é cedo para falar do PlayBook. Enquanto isso, a Apple está muito bem, com ótimos números. Ao contrário dos seus concorrentes, a Apple não lança protótipos ou produtos inacabados. Uma estratégia que parece funcionar muito bem.

Windows Phone 7: Esperando a Atualização e um Novo Hardware

O ReadWriteWeb já testou o HD7 da HTC e a conclusão foi que o sistema não estava pronto.

A Microsoft divulgou alguns dos seus números – desenvolvedores registrados, downloads de suas ferramentas de desenvolvimento, o número de aplicativos. Mas ela não divulgou o número de vendas. Claro que a empresa sabe quais são, mas provavelmente eles não são motivo para se gabar.

Os early adopters e alguns fanáticos com tecnologia podem ver um futuro promissor para a plataforma – as atualizações prometidas, os aplicativos que estão para ser lançadas, o novo hardware. Eles também podem estar empolgados com o que a parceria Nokia/Microsoft pode proporcionar no futuro. A combinação do design de hardware e câmeras da Nokia com o design atrativo e inovador do SO, as atualizações de software e com o Windows Phone da Microsoft tem o potencial de ser um dia um grande player do mercado mobile, ou pelo menos o rei da “segunda divisão.”

Se as duas empresas podem fazer uma combinação eficaz com seus recursos, dar uma bombada nos assets das empresas e realmente construir produtos acabados, é outra coisa que veremos com o tempo.

Honeycomb: Onde Estão os Apps? E as Vendas?

Temos também os recém lançados tablets Honeycomb da Motorola, Samsung, LG e outros fabricantes.

A versão do SO Android otimizada para tablets Honeycomb foi construída tão rapidamente que a base do código que é executada nos smartphones (Gingerbread) ainda existe separadamente da executada nos tablets. Ao contrário do iPad da Apple, todos os aplicativos dos smartphones Android atualmente não funcionam no Honeycomb. Existem cerca de 100 aplicativos que são compatíveis.

Os entusiastas e membros da indústria móvel também vêem potencial no Honeycomb. Quando a Google lançar a sua próxima versão do Android, chamada “Ice Cream” (ou “Ice Cream Sandwich”), a base de código dos smartphones e tablets Android vão se fundir e se tornar uma. Isso facilitará no desenvolvimento de aplicativos nas duas plataformas, nos smartphones e nos tablets. E o Android tem uma base enorme de desenvolvedores, graças a sua participação dominante no mercado de smartphones, e eles vão tirar proveito disso. Mas por enquanto está complicado. E ainda não existe um mercado estabelecido para os aplicativos do Honeycomb.

Mas isso não impediu que empresas como a Motorola, Samsung e LG criassem tablets com o Honeycomb, inclusive, alguns desses tablets estão vinculados a contratos de longo prazo. Forçando comentários como este do vice-presidente do setor mobile da SamsungMobile Lee Don-joo. “A Samsung terá que melhorar as peças que estão inadequadas,” ele disse sobre o novo tablet com o Honeycomb.

Steve Jobs nunca falou a palavra “inadequada” quando se refere ao iPad.

E será o pessoal ainda está surpreso com os baixos números de vendas dos tablets Honeycomb?

Protótipos Bizarros

Outro produto que está sendo comercializado é a bizarra maravilha de duas telas chamada Echo da Kyocera. Isso mesmo, um celular Android com duas telas.

Claro que uma empresa que pensa diferente e é corajosa merece ser aplaudida, mas isso não impede que este celular seja descrito como um protótipo.

O Echo é um dispositivo de conceito que tornaram realidade. É pesado e largo, lembrando um tijolo quando fechado. Tem um espaço entre as duas telas que, quando aberto, dificulta a apreciação dos apps otimizados para as duas telas. Mas existem algumas opções interessantes, como o aplicativo VueQue do YouTube que permite que você monte uma “fila de vídeos” que serão exibidos na ordem, ou até mesmo o Jibe Social Messenger, que foram feitos para as duas telas.

Mas na prática, as duas telas deixaram a desejar, pelo menos desta maneira que foram implementadas. É um produto inacabado e estranho, mas está à venda. Um protótipo! E não existe atualização de software que possa corrigir os problemas deste telefone. Ele precisa de um hardware melhor, talvez até um que ainda não exista. Ou talvez a ideia principal seja precipitada. Talvez esse seja o motivo da Microsoft ter “matado” o seu tablet de duas telas, o Courier. Talvez ter duas telas seja uma ideia terrível.

O PlayBook começa a ser Vendido antes de Estar Finalizado

Finalmente, temos o PlayBook da BlackBerry.

O hardware é decente, fácil de transportar e guardar devido ao tamanho da tela de 7”. Possui um bom navegador, com alguns probleminhas. Mas não possui um cliente de email, sem contatos e sem calendário. Então o que seria isso?

Isso na verdade é um tablet inacabado. A RIM completou design do hardware e então já o colocou à venda, com planos de disponibilizar tudo o que o tablet precisar com as atualizações de software, incluindo aplicativos importantes como o de email e calendário. A RIM também planeja adicionar suporte para aplicativos do Android para resolver os problemas dos aplicativos. Mas, em vez de executar qualquer aplicativo do Android utilizando técnicas de virtualização, os desenvolvedores terão que configurar seus aplicativos do Android para que sejam executados no PlayBook.

Mas será que eles vão ter esse trabalho todo? É difícil dizer. Se a RIM não tivesse chegado tão tarde nesses anos em que a tendência tem sido a “consumerização da TI,” talvez estivesse uma chance de persuadir seus consumidores corporativos a pegarem o PlayBook, juntamente com com instalações BES e smartphones BlackBerry. Além disso, o nome que tem o BlackBerry da RIM ainda pode ser o suficiente para que os consumidores comuns que se interessam pela marca comprem o tablet, claro que não vão conseguir quebrar os atuais recordes de venda, mas talvez com um ritmo constante o suficiente para dar uma chance ao produto.

Se isso acontecer, então teremos um mercado para os aplicativos. E se existe um mercado, os desenvolvedores podem decidir reformular seus aplicativos do Android para o PlayBook, ou até desenvolverem aplicativos nativos. Mas, neste caso, ninguém pode prever o que vai acontecer. O tablet recebeu críticas diferentes da imprensa, e seu primeiro dia de vendas não foi tão ruim assim. Mesmo assim, a longo prazo, quais são as chances do PlayBook com o iPad 2?

O iPad 2 está Ganhando

A questão é que todas essas empresas querem que os consumidores arrisquem, que apostem no que esses dispositivos podem se tornar. Mas, mesmo que os tablets e smartphones estejam cada vez mais populares, as pessoas vão pensar duas vezes antes de pagar caro num dispositivo que promete.

Muitos consumidores esperam que a empresa enviem a mensagem, “esta é a resposta para seus problemas, isto é lindo e perfeito.” É exatamente o que faz a Apple, além dos seus comerciais pretensiosos, que chamam a atenção do consumidor.

O consumidor comum não compra um produto baseado no seu potencial, eles compram pensando no que já funciona, e no que eles já podem fazer com aquilo.

Não temos como comprovar que as empresas estejam apressando o lançamento de seus produtos para correr atrás da liderança da Apple, mas o caso é que isso pode também causar o fracasso dos dispositivos ou fazer com que eles não façam diferença no mercado, pelo menos até que as atualizações prometidas sejam lançadas.

Seria ótimo ver algum produto pronto para realmente competir com o iPad, já que poucos que são lançados possuem uma chance mínima com o revolucionário dispositivo da Apple. Claro que as promessas continuam, mas será que elas vão se concretizar?

Você comprou ou pretende comprar um tablet? Qual? Está satisfeito com o que comprou? Não deixe de comentar.

0 responses to “Os Concorrentes do iPad ainda São Protótipos!

  1. Como sempre a apple abre um mercado e vira nicho.

    O Iphone já não é o mais vendido e os tablets tb passarao o ipad.

    alias vc fala que as fabricantes estao lancando tablets com o honeycomb inacabado como se tivessem outra alternativa.. por acaso a apple liberou o ios??

  2. Tenho um Xoom, e é com grande infelicidade que digo que ainda é um protótipo, se comparado com um iPad.

    O número de apps é pequeno. Vc até pode baixar os N apps para Android, mas não foram feitos para o HoneyComb, e a experiência fica terrível.

    Acredito no potencial da plataforma, e tomara que daqui 3 meses o número de apps seja bem maior.

    Mas no momento, é difícil comparar um com o outro…

  3. Ganhei um Galaxy Tab 10.1 no Google I/O na semana passada, e digo com tranquilidade que ele é um concorrente fortíssimo para o IPad. Aliás, não só eu, como muita gente tem dito isso ( http://techcrunch.com/2011/05/15/honeycomb-has-a-fighting-chance-against-the-ipad/ )

    O update 3.1 do HoneyComb está chegando em alguns dias e trará centenas de correções de bugs e diversas melhorias. Tanto o form factor deste Galaxy Tab quanto o software está bem redondinho (apesar de ainda ter alguns bugs eventuais).

    Diego, se vocês quiserem fazer um review posso emprestá-lo algum dia.

  4. Vamos combinar um happy hour então. Ele está bem redondinho. Ainda aparecem alguns bugs eventuais no browser (por “eventuais”, quero dizer: aconteceu quatro vezes comigo em uma semana de uso). Mas o update que já começou a sair, para o Honeycomb 3.1, deve resolvê-los.

  5. Gostaria de comentar que a tablet S2, a ser lançada pela Sony, também terá duas telas e também vai ter esse espaço entre uma tela e outra, como no celular da Kyocera. Comprei uma Xoom há um mês e não me arrependo. Não trava, os aplicativos são melhores, já há muitas versões dos apks otimizadas para o Honeycomb (melhores que as versões pro Ginger) e por aí vai. E roda flash e tem 3g. Não sei porque as pessoas tendem tanto a essa puxação de saco da Apple, sem conhecerem efetivamente os produtos concorrentes. É uma pena…

  6. @Renato Mangini
    Temos um Galaxy Tab aqui na empresa juntamente com um iPad (1ª geração) para fazermos testes dos nossos sites que estamos desenvolvendo pra Tablets, e só tenho uma coisa a dizer: O Galaxy Tab é um lixo!!!
    Enquanto desenvolvemos um site baseado em HTML5 e CSS3 pro iPad, quando fomos testar no Galaxy o bicho simplesmente não aguenta. As animações são porcas, é lento pra caralho, feio, usabilidade ruim, desmepenho péssimo, nada do que a experiência que o iPad 1 (Eu disse UM) te oferece…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *