Embarcando no Startup Chile – JobConvo.com

Autor Convidado: Nos últimos 7 anos Karla Lopez trabalhou com desenvolvimento humano em grandes empresas brasileiras. Começou com eLearning, passou por desenvolvimento de talentos e gestão do conhecimento. Em 2010, foi trabalhar em uma startup focada em orientação profissional, aprendeu muito, e agora está começando um novo negócio: a JobConvo.com, que pretende tornar o processo de recrutamento nas empresas mais rápido e mais barato, com vídeo entrevistas online.

Hoje ( 11/07) embarco para Santiago. Ficarei lá por 6 meses para fazer parte do programa Startup Chile. O Startup Chile é um programa do governo chileno para atrair empreendedores de alto potencial para o país. A ideia é que essas pessoas venham do mundo todo para começar o negócio deles em Santiago e ajudar o Chile a se tornar um centro de inovação na América Latina.

Em 2010, 23 equipes do mundo todo foram aprovadas no processo seletivo conduzido por pessoas do Vale do Silício e da comissão do InovaChile. As equipes receberam 40 mil dólares de investimento, sem equity, para passar o semestre em Santiago desenvolvendo os seus negócios. Agora em 2011, mais 110 empresas desembarcam no Chile, 4 delas brasileiras, e a minha, a JobConvo.com, é uma delas.

Nestes 6 meses nós temos alguns objetivos para cumprir: participar de eventos locais de empreendedorismo na comunidade empresarial e nas universidades, ministrar palestras e workshops, contratar profissionais chilenos e atrair investimentos locais e internacionais.

Com esses objetivos fica bem fácil entender o impacto potencial de um programa desse: com esse dinheiro, o governo do Chile traz os talentos para dentro das suas fronteiras e ainda injeta o investimento na sua própria economia. Sem contar o “risco” de atrair investimento internacional para o país, com o showcase das empresas para investidores de risco de todo o mundo. Agora pense que isso tudo vai ser feito com um orçamento de 4 milhões de dólares (40 mil por empresa, para 100 empresas), ao longo de 6 meses. Parece um bom negócio, não? 4 milhões de dólares que além de impulsionar a inovação e o empreendedorismo no país, ainda são gastos em serviços e produtos chilenos, gerando empregos e impostos.

Há algumas semanas, quanto fui retirar meu visto de trabalho no Consulado do Chile, fui recebida pelo cônsul. Ele fez questão de conversar pessoalmente com todos os empreendedores brasileiros que fazem parte deste semestre do programa e falar sobre como o programa é importante para o governo do Chile. Além de manifestar a satisfação em nos receber no país dele, o cônsul também nos pediu empenho na divulgação do programa para outros empreendedores brasileiros e nos desejou sorte nos negócios.

Aproveitando a oportunidade, vou contar aqui no ReadWriteWeb Brasil como é o dia-a-dia do Startup Chile, as histórias dos empreededores que estão participando e quais são os negócios que estão surgindo por lá.

Gostou da idéia e quer participar do programa também? As inscrições para o próximo período do programa já começaram e vão até o dia 3 de Outubro. Não deixe para a última hora. Se precisar de alguma dica ou tiver dúvidas, pode falar comigo pelo twitter @vivoandando.

Leia mais sobre o StartupChile:

Startup Chile Round 2!

Startup Chile

Forbes

TechCrunch

0 responses to “Embarcando no Startup Chile – JobConvo.com

  1. Muito legal!
    Boa sorte Karla, Bahia e Cia ltda.
    Tenho certeza que todas as empresas brazucas que foram selecionadas serão muito produtivas, o que vai ser muito bom para a imagem do Brasil nas outras seletivas. Na 1a rodada teve um empresa só (acho) de Portugal,agora têm várias em função da boa impressão do trabalho realizado pela vendder(startup).
    []s

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *