O comScore, empresa especializada em pesquisas sobre o mundo digital lançou nesta semana seu estudo sobre e-commerce na América Latina em 2012. Entre os consumidores online ouvidos, 43% afirmaram ter comprado roupas ou acessórios nos últimos três meses, o que faz desta categoria a principal do varejo online da região.

“As pessoas perderam o receio de comprar roupas e acessórios na internet, onde é possível comparar preços, acessar diferentes lojas e encontrar muito mais variedade do que no varejo tradicional”, explica Pedro Eugenio, CEO do Busca Descontos.

Em segundo lugar ficam os produtos de informática, com 41% dos consumidores online comprando esses itens no período, enquanto 36% dos consumidores compraram música, filmes ou vídeos. Na quarta posição ficaram os aplicativos (35%), seguidos pelos eletrodomésticos, com 35%. Na sequencia aparecem hardwares (33%), ingressos de entretenimento (31%), Férias/Viagens (27%), Livros e Revistas (24%), Saúde & cuidados com a beleza (24%) e Esportes & Fitness (15%).

A pesquisa contou com 1.100 participantes na América Latina e observou a atividade de compras online no Brasil, México, Argentina, Chile, Colômbia, Peru e Venezuela.

A análise do comportamento de compra online dos latino-americanos aponta que quase 7 entre 10 consumidores (68%) navegam diretamente no site de e-commerce quando procuram por uma compra, ressaltando a importância do reconhecimento e lealdade das marcas. Além disso, mais da metade dos consumidores online (56%) afirma que inicia o processo de compra através da busca de uma palavra-chave, enquanto 36% iniciam a sua compra por meio de um anúncio online.

Referência de amigos, colegas e parentes foram lembrados por 29% dos consumidores; redes sociais, comparadores de preços e sites de leilão online por 26%, anúncios off-line atingiram 25% dos entrevistados e cupons e promoções 21%.

Particularidades brasileiras

Os consumidores online no Brasil tiveram uma maior tendência por começar suas compras por meio de sites comparadores de preços e anúncios online, em comparação com o resto da região, enquanto os peruanos foram mais propícios a usar redes sociais e anúncios off-line para iniciar esse processo.

Outros itens chave do estudo da comScore sobre e-commerce na América Latina em 2012 incluem:

  • Os sites de e-commerce locais são preferidos na Argentina, Brasil e Chile, enquanto os consumidores no México e Venezuela são mais propícios a preferir sites internacionais.
  • Consumidores online na Argentina são os mais participativos na região, com quase metade dos argentinos realizando atividades associadas a compras online quase diariamente.
  • Os gastos online foram maiores entre os participantes do Brasil e da Venezuela.
  • A conveniência se posicionou como principal motivo pelo qual os consumidores escolhem comprar online na América Latina, enquanto as preocupações com privacidade foram a principal barreira para as compras online.
  • Entre os consumidores online na América Latina, 8 de 10 buscaram na internet por pelo menos um produto relacionado a viagens nos últimos três meses.