Será que a Realidade Aumentada Pode Salvar a Indústria das Publicações Impressas?

O filme Minority Report tem uma cena memorável onde um homem lê um jornal futurista com atualizações ao vivo de multimídia com as últimas notícias. Mesmo que isto ainda esteja longe de acontecer, pelo menos para o público em geral, um jornal alemão deu um pequeno passo nessa direção com o lançamento de uma edição especial da sua revista com a tecnologia da Realidade Aumentada (RA).

O Süddeutsche Zeitung (SZ), o maior jornal nacional da Alemanha, fez uma parceria com a fornecedora de RA metaio para oferecer aos assinantes uma experiência de leitura imersiva que aponta para o futuro da publicação. A experiência é similar à edição de realidade aumentada do Esquire de Novembro de 2009, mas com avanços que foram feitos com a tecnologia RA dos smartphones, uma webcam desktop não é necessária para visualizar o conteúdo.

A revista apresenta várias experiências de RA pelas páginas que podem ser ativadas com o uso do aplicativo da metaio para iPhone e Android. A capa da revista tem uma personalidade popular da TV alemã que ganha vida em um vídeo interativo que pode ser visto ao manter seu iPhone acima da revista, claro, com o aplicativo junaio. Outros recursos de RA da revista são: uma ilustração que se torna 3D, uma entrevista exclusiva com mais citações e palavras cruzadas, cujas respostas aparecem no smartphone.

O exemplo que mais chamou nossa atenção foi um ensaio fotográfico dos agricultores alemães que estão preocupados com a chance de seu país de sediar as Olimpíadas, o que para eles pode significar problemas para suas cobiçadas terras. Em um foto, um agricultor é apresentado diante de um grande campo vazio. Quando vemos a foto pelo smartphone, uma nova imagem com uma grande área de estacionamento é sobreposta sobre a terra do fazendeiro.

A Realidade Aumentada não só pode acrescentar divertimento e interatividade para publicações impressas, mas também, como mostrado aqui, ela pode também melhorar substancialmente a capacidade de um jornalista para contar uma história de forma convincente. Isso é exatamente a visão do futuro da RA do co-fundador e CTO do metaio Peter Meier, onde as crianças assistirão conteúdo interativo ao lado das caixas de cereal todas as manhãs.

O ponto principal desta visão é que os smartphones agora permitem que os editores criem esse tipo de experiência interativa diretamente em seu conteúdo impresso já existente. Sem marcadores especiais, desktops, webcams: Tudo que um usuário precisa para interagir com as revistas, jornais, caixas de cereal “aumentadas,” é de um smartphone.

Segurar um smartphone acima de uma revista está longe dos jornais do Minority Report, mas talvez seja um indício de como a realidade aumentada possa ajudar a indústria editorial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *