Startup 101: Entendendo as Tendências Cíclicas de Mercado

Este post é parte da série Startup 101. Para ver a lista dos demais posts, clique aqui. Para acompanhar esta série, assine nosso feed RSS ou nos siga no Twitter.

Na semana passada, falamos sobre como descobrir em qual onda surfar é fundamental. Descobrir quando entrar e também quando sair em um mercado também é muito importante. Você nunca vai ter o timing correto. É como apostar nas altas ou baixas do mercado de ações. Se você fizer uma aposta e acertar 100%, provavelmente foi uma rodada de sorte, mas se você enteder e se esforçar, é possível que você consiga uma precisão melhor nas suas apostas e assim entenda o básico das tendências cíclicas, ou microtendências.

A economia real é uma coisa e o mercado é outra completamente diferente. Mas o humor do mercado que você consegue ver nas manchetes, nos balanços da bolsa de valores e é ele que te dá dicas do quão complicado será capitalizar sua empresa, ou entrar no mercado com um novo produto, por exemplo.

11 Estágios do ciclo de Mudança de Humor do Mercado

Uma vez que você tenha aprendido este básico é importante conseguir entender por qual ciclo o mercado está passando e o que fazer com sua startup em cada estágio deste ciclo. Isso é sempre útil e te dá uma visão mais contextualizada do cenário no qual sua startup se insere. Veja abaixo a sequência (bem humorada!) de um ciclo de humor do mercado:

  1. Maluco, selvagem super excitado. Nenhum investimento nesta hora pode dar errado.
  2. Ainda mais insano, e mais empolgante do que qualquer pessoa pensou ser possível. Publicamente, ninguém questiona este momento, mas no backstage, alguns espertos já estão desinvestindo e fazendo seus lucros, vendendo suas empresas.
  3. Os problemas são óbvios, as pessoas recusam-se a aceitá-los, mas até os grandes apostadores já começam a duvidar da sua capacidade de apostar. “Onde foi que errei”, começa a ser repetido.
  4. Quebra, pânico,crise, colapso.
  5. Negação. “Isso afeta apenas os outros, não a mim.”
  6. “Meu deus, isso é horrível, será que o pior já passou?”
  7. “Isso não pode mais piorar… Ops, piorou!”
  8. “Vejo uma luz no fim do Túnel.” É o trem.
  9. Ninguém jamais colocará dinheiro ou comprará denovo. É hora de armazenar comida e plantar uma horta para se preparar para os tempos ruins. (A recuperação já está a caminho, mas ainda é invisível a todos.)
  10. A mídia começa a mostrar sinais de otimismo.
  11. É oficial e está na capa dos jornais, os bons tempos voltaram. Volte para o estágio #1.

Quando as Mudanças no Humor do Mercado Afetam Seu Negócio?

A mudança no humor do mercado ataca principalmente em 2 estágios do seu empreendimento:

  1. Quando você está procurando sua primeira rodada de investimento. O momento de crise tem um forte impacto no valor da sua empresa e posteriormente na sua diluição acionária. É importante se manter confiante e saber segurar e esperar o momento certo, para que você avance com o vento a seu favor.
  2. Quando você está fazendo Cash Out, vendendo sua empresa. Neste estágio realmente é uma hora para segurar e esperar o clima melhorar, caso contrário você corre risco de perder grande parte do patrimônio que trabalhou duro para contruir.

Se pudéssemos dar algumas lições sobre o timing ideal, seria algo parecido com isso:

  1. Mantenha-se ágil e barato em períodos nebulosos. Se você levantou capital de risco em um momento de “Oba! Oba!” do mercado, é hora de cortar custos, quase voltando ao bootstrapping, ou caso contrário, é bem provável que sua empresa morra com a crise.
  2. Levante capital quando o mercado mostrar os primeiros sinais de recuperação. Investidores tem visão de longo prazo, então eles querem investir antes da recuperação do mercado.
  3. Lance seu produto em um momento de recuperação econômica. Neste estágio você precisará de clientes que podem pagar bem pelos seus serviços, algo difícil de encontrar no meio de uma recessão. Lançar em um momento de crise é algo possível, mas bem mais complicado.
  4. Venda sua empresa quando a economia estiver aquecida, atrasar demais pode fazer com que você tenha que esperar mais um ciclo inteiro do mercado para conseguir sua saída.

Não Existe uma Economia, Apenas Consumidores

Mesma na mais profunda recessão, as pessoas ainda tem que gastar dinheiro. No primeiro estágio da sua startup, você vai precisar de tão pouco lucro que ele não é o fim em si. O que importa aqui é uma proposição de valor clara e forte que já vai marcar sua entrada no mercado com um conjunto definido e fiel de consumidores e te ajudará a ganhar escala e crescer independente dos ciclos econômicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *