Top 10 Tendências Mobile 2010 – Parte 1

Este post é o início de uma série na qual vamos destacar as principais tendências da Web Mobile em uma série de 3 posts. Neste, vamos analisar 3 questões importantes relacionadas a desenvolvimento e design para a Web Móvel.

Aplicativos Nativos ou Baseados em Navegadores?

Assim como as empresas da web baseada em PC passaram anos da década de 90 se perguntando se um aplicativo desktop ou um serviço de navegador web seria a melhor escolha, em 2010 a mesma questão se aplica a aplicativos mobile.

As organizações estão se perguntando: será que devemos construir um aplicativo mobile nativo, ou um serviço mobile basedado em navegador cross-platform? Se escolherem o primeiro, qual plataforma eles devem focar primeiro? As opções são: iPhone, Android, RIM, Palm, Windows Mobile e Symbian.

Em Fevereiro, a empresa de busca mobile Taptu divulgou um relatório detalhado que comprova que o futuro da web mobile tem grandes chances de ser dominado por sites mobile cross plataforma, em vez de aplicativos criados especificamente para o iPhone, Android ou qualquer outra plataforma. A empresa estimou que haviam 326.000 sites mobile adaptados ao touch naquela época, comparados aos 148.000 aplicativos para iPhone na App Store e 24.000 aplicativos no mercado do Android. Além do mais, a Taptu espera que o mercado mobile baseado em navegadores crescerá muito mais rápido que o mercado de aplicativos.

Ambas as opções, aplicativos nativos e sites de navegadores, ainda possuem elementos controversos neles. Podemos ver provas disso no desentendimento entre a Apple e a Adobe sobre a implementação do Flash em dispositivos móveis. A plataforma do iPhone da Apple e seu navegador padrão, o Safari, não rodam a tecnologia Flash da Adobe, apesar de ser quase onipresente nos desktops. A Apple está agora elegendo o HTML5, a última geração de linguagem de marcação da web, como um substituto de grande parte das funcionalidades do Flash. Esta batalha não acabou, mas a Adobe não está indo nada bem, porque é muito difícil ir contra a próxima versão do HTML.

Privacidade

Aplicativos baseados em localização tem sido uma grande tendência mobile em 2010 (falaremos mais disso na segunda parte deste artigo), mas ainda há alguns problemas com eles em relação à privacidade. Sites como o Foursquare, o BrightKite e o Gowalla incentivam seus usuários a fazerem o “check in” nos lugares, para que a qualquer momento sua rede social saiba aonde estão. Mesmo com os controles de privacidade desses aplicativos, muitas vezes as atualizações são enviadas para toda a rede.

Em um post recente, a autora do ReadWriteWeb Sarah Perez perguntou se os desastres de privacidade nas redes sociais baseadas em localização ainda estão para acontecerem. Ela acrescentou que muitos aplicativos da web e mobile estão utilizando dados de localização agora, incluindo a Google, o Facebook e o Yelp.

Os perigos de privacidade foram destaque no começo deste ano em um experimento social chamado PleaseRobMe, que mostrava atualizações em tempo real agregadas de usuários do Foursquare para suas contas do Twitter de maneira pública. O PleaseRobMe foi desativado, mas a questão é que o que eles estavam tentando fazer ainda é discutido, o compartilhamento de sua localização física com uma rede pode ser muito perigoso.

Padrões Wireless Emergentes

Você hoje acha o seu smartphone legal? Espere até você ter um com um chip RFID, aí sim você ficará impressionado. Esta é a nova promessa de duas tecnologias mobile baseadas em RFID chamadas NFC e DASH7.

A NFC (Near Field Communication – Comunicação de Campos Aproximados) é uma grande promessa como um facilitador de pagamentos mobile. O DASH7 é um padrão de rede de sensores wireless que complementa a NFC; ele disponibilizará serviços avançados de localização, publicidade móvel de longa distância e cupons.

Ambos os serviços podem em breve ser parte de seu smartphone que você irá carregar por toda parte. A Nokia já implementou a NFC, e há rumores que a Apple e a Google também planejam seguir o mesmo caminho.

Há um outro grupo interessante de padrões e tecnologias emergentes mobile, como o WiMax, o ZigBee e o 4G. Todos eles desempenham um papel cada vez mais importante no ecossistema mobile. A série continua na semana que vem. Assine nosso Feed RSS para acompanhar.

0 responses to “Top 10 Tendências Mobile 2010 – Parte 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *