Top Tendências 2010: Crescimento do Mercado de E-books e eReaders

As vendas de e-books quase dobraram no decorrer do ano 2010 e agora, de acordo com Association of American Publishers, representam 9% do total de vendas de livros. Esse crescimento foi favorecido por uma intensa concorrência entre os fabricantes de eReaders que marcou 2010. O Kindle da Amazon, o Sony Reader, o Nook da Barnes & Noble e outros concorreram entre eles ao longo do ano. No meio do caminho o iPad chegou e aumentou ainda mais as opções para os consumidores.

Os e-books começaram a decolar em 2009, mas em 2010 as coisas realmente esquentaram. Li muitos depoimentos de leitores de e-books pela web, e posso afirmar que eles vieram para ficar. Vamos analisar o ano corrido para o mercado de eReaders e e-books.

A Grande Guerra de Preços dos eReaders

No final do ano passado, a Amazon vendia o seu Kindle básico por US$ 259. Em Junho de 2010, a Barnes & Noble diminuiu o preço do seu Nook por US$ 199. A Amazon respondeu imediatamente abaixando o preço do seu Kindle mais simples para US$ 189. Em Julho a Sony diminuiu o preço do seu eReader de US$ 169 para US$ 149. O Nook então caiu para US$ 149 e a Amazon anunciou que seu novo Kindle Wi-Fi, lançado em Agosto, sairia por US$ 139.

A guerra de preços dos eReaders aumentou a demanda dos e-books. Durante os primeiros nove meses de 2010, a Amazon, líder do mercado, vendeu três vezes mais e-books do Kindle do que durante o mesmo período de 2009.

As Vendas de E-books Quase Dobraram, Agora Representam 9% do Consumo Total de Livros

Um relatório recente da Association of American Publishers afirmou que as vendas de e-books aumentaram em 193% entre os meses de Janeiro e Agosto de 2010. Em termos de dólar, as vendas de e-books de Janeiro até Agosto foram de US$ 89,8 milhões de 2009 para US$ 263 milhões em 2010.

Além do mais, segundo a Association of American Publishers, os e-books agora compõem 9,03% das vendas totais de livros para o consumidor – comparado com os 3,31% que representava no final de 2009.

É difícil obter dados das vendas dos vendedores de eReaders. No entanto, a Amazon ajudou um pouco durante o ano de 2010 sobre as tendências globais.

Em Janeiro a Amazon anunciou que estava vendendo 6 e-books do Kindle para cada 10 livros de papel, quando ambas as edições estavam disponíveis. Em Outubro, a Amazon anunciou que as vendas de e-books do Kindle haviam ultrapassado as vendas de livros de capa dura. Ao longo dos três meses anteriores a Outubro, a Amazon disse que vendeu 143 livros para o Kindle para cada 100 livros de capa dura.

No final de Outubro a Amazon anunciou que para seu top 10 de livros mais vendidos, os consumidores compraram a edição do Kindle duas vezes mais que a cópia impressa. Segundo o vice-presidente da Amazon para o Kindle, Steve Kessel, as vendas de e-books para o Kindle também superou as vendas dos livros de capa dura do seu top 25, top 100 e do top 1.000 best-sellers.

Qual é Melhor: eBooks ou Livros Tradicionais? Depende…

Já vimos discussões por toda web sobre qual deles é o melhor, e-books ou livros. O fato é que existem prós e contras para ambos. Muitas pessoas alternam entre eles, dependendo da situação e do livro.

Vamos rever alguns argumentos de ambos os lados.

Prós dos E-books:

  1. Marcação Social
  2. Notas
  3. Busca por Significado de Palavras
  4. Capacidade de Publicar Tweets ou Atualizar sua Página do Facebook com Citações
  5. Busca

Prós dos Livros:

  1. O Feeling, Tato
  2. Embalagem
  3. Compartilhamento (empréstimos)
  4. Livros de Segunda mão

Sabemos que os livros de papel ainda serão uma força comercial por muito tempo, principalmente no Brasil. No entanto, em 2010 os e-books e eReaders deram um grande passo  e agora os e-books representam uma minoria considerável do mercado geral de livros.

E você leitor? Como foi o seu uso de livros e e-books durante o ano de 2010? Quantos deles leu? Pretende ler mais livros ou e-books em 2011? Não deixe de comentar.

0 responses to “Top Tendências 2010: Crescimento do Mercado de E-books e eReaders

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *