Demonstrações de Poder do HTML 5: Morte ao Flash?

No final de 2008 o ReadWriteWeb publicou um artigo sobre as 5 coisas emocionantes em relação ao HTML 5. Na ocasião a equipe estava animada com os elementos canvas do HTML 5, com sua API de canvas, as tags de áudio/vídeo e a API O3D (renderização 3D), que fornecem ao desenvolvedor poderosas ferramentas para renderização de gráficos e aplicativos no navegador. Em visita ao Google, o evangelista Patrick Chanezon demonstrou ainda mais implicações da tecnologia.

Além disso, ao contrário do Flash da Adobe e do Silverlight da Microsoft, o HTML 5 é uma tecnologia livre e sem propriedade. Com algumas poucas linhas de javascript e a API do HTML 5, Chanezon demonstrou o potencial da nova especificação.

1. O3D Beach Demo: A aplicação mostra a capacidade de processamento e renderização de elementos 3d dentro do navegador.

2. Flash-like Demo: A 9elements criou um projeto que se assemelha a um aplicativo flash mas abrange uma variedade de ferramentas relacionadas ao HTML 5. Para mais informações sobre o experimento, confira um post no blog da empresa.

3. Drum Kit Demo: O Drum Kit em HTML 5 feito por Brian Arnold é um sequenciador open source para a web que registra suas opções de samples e reflete seu loop no navegador. (Funciona melhor no Firefox.)

E vocês, quais as tecnologias do HTML 5 mais empolgam? Qual das demos pareceu mais legal? Deixe um comentário.

0 responses to “Demonstrações de Poder do HTML 5: Morte ao Flash?

  1. “Morte ao Flash” é absurdo. Não só o flash, mas ao Silverlight também.

    HTML não foi feito pra RIA. Nem Javascript. HTML5 ainda vai demorar pra pegar de verdade. O que temos hoje são apenas drafts. Flash, por exemplo, está aí há mais de 10 anos e está em 98% dos computadores com acesso à Internet e torna a criação de aplicações ricas muito mais fácil.

    Quando os navegadores começarem a implementar esse tipo de recurso, a Adobe e a Microsoft já terão mexido seus pauzinhos. Assim como o HTML5 tem renderização 3D, o Flash e o Silverlight também tem acesso direto à GPU. A diferença é que o Flash já é consolidado no mercado e o Silverlight está ganhando espaço rápido.

    Enfim, o que eu quero dizer é que são duas plataformas que não poderão ser desprezadas num futuro de curto ou médio prazo, que é a mesma faixa tempo para a adoção do HTML5.

  2. @Herberth

    “HTML não foi feito pra RIA.”

    Pior argumento não poderia haver. Eu digo que browser não foram feitos para nada além de páginas, mas aqui estamos.

    Flash também não foi feito para RIA, nem mesmo para Vídeo. Mas hoje estamos com aí.

    Flash se integra mal as páginas, por ser plugin é um alien lá enfiado na página com nada a ver com resto do funcionamento do browser.

    O HTML 5 ainda vai ficar a dever algumas coisas, principalmente som, penso eu. Mas está no caminho.

    E o principal não é pensar se o flash e sua imitação by MS vão ou não morrer e sim que eles DEVEM morrer. Ou se restringir a Lan das empresas.

    É melhor ter algo baseado em um padrão aberto, público e que todo browser vai entender e não um plugin alien, fechado que depende da boa vontade do fabricante para criar patches e resolver bugs.

    Torcer contra isso é sem sentido.

  3. Muitos blogs tem falado sobre esse tema e a grande maioria também comenta sobre o API O3D. Mas o estranho é que esta tecnologia não tem nada haver com o HTML5. Indo mais além, ele é plugin, assim como o Flash. Então, nada mais é do que trocar um plugin pelo outro quando falamos de processamento gráfico.

    Além do mais, dizer que o Flash vai morrer porquê o HTML5 vai ter tags de video/audio e canvas, acho de certa forma, que estamos valorizando demais algo que nem é tanta coisa assim. E outra, muitas pessoas esquecem de levar isso em consideração, mas o Flash ainda continua sendo desenvolvido e melhorado.

    Mas vamos combinar, desenvolver uma aplicação rica com HTML/CSS/JavaScript demanda muito mais tempo e demora mais ainda para que ela chegue a um nível estável. (http://www.itexto.net/devkico/?p=558)

    Sei que o entusiasmo é muito forte (@pinceladasnaweb que o diga), mas não podemos ser xiitas e querer forçar que uma tecnologia que está prevista para 2022 mate outras que já estam tão disseminadas, maduras e documentadas.

    Depois dê uma lida neste post do devkico que coloquei acima, fez muito sentido para mim.

    Por enquanto, meu trabalho não demandou fazer nada em Flash, mas eu gostaria muito. Apesar das minhas atividades serem com HTML/CSS/JavaScript, eu já aceitei o fato que mesmo ignorando o IE6, há ainda diferenças nos motores de renderização dos browsers e portanto, surgem bugs que complicam o desenvolvimento. Um rápido exemplo é fazer animação de alpha numa div com imagem png que tenha transparência, e aplicada no background desta div.

    Então assim, eu tento manter minha mente aberta e minha posição é de que há tecnologias certas para cada tipo de problema. Para não prolongar muito mais, vou dizer que é muito parecida com a do devkico.

    Abraços!

  4. Nem fico muito empolgado , no final das contas cada navegador ira implementar de uma forma e teremos mais preocupações usando essas novas features.

  5. @Ismael

    Flash foi feito para suprir as deficiências do HTML, principalmente as que diz respeito à interação. E como é uma tecnologia de ampla adoção, é muito improvável que morrerá, ainda mais pelas mãos do HTML5.

    Flash tem SIM integração com com o navegador… eu já vi vários exemplos de Flash utilizando do XMLHttpRequest para uso de Ajax. E sua interação não se limita a somente JavaScript. Obviamente ele não precisa disso, já que tem o AMF, um outro formato by Adobe e que é aberto também. Faça uma busca mais detalhada no Google e você verá um mundo de outros exemplos.

    Uma outra falácia comum a quem não conhece a plataforma é a questão de indexação ou a questão da acessibilidade, por exemplo… Google e Adobe já trabalham há algum tempo para integrar os dois, inclusive o conteúdo dinâmico gerado pelo Flash. O único problema até agora é a busca por imagens.

    Se eles devem morrer, uma solução melhor deve ser apresentada e, sinceramente, isso tá meio longe de acontecer. Se eles morrerem por uma solução melhor, eu sou totalmente a favor. Mas não acho que morrerá pelo HTML 5. HTML 5 melhorou muito o HTML, mas ainda está meio longe de ser um “Flash-killer” ou de ser adotado como padrão para desenvolvimento de aplicações para Web.

    Você citou que eles devem morrer. Mas não citou o porquê…

    Além do mais, a W3C grita que ta saindo o HTML5 enquanto que a Adobe grita que uma nova versão do Flash está disponível com “trocentas” outras vantagens em relação a versão anterior. Enquanto que a galera lê o draft do HTML5, metade do mundo já atualizou seu Flash, sem depender de boa vontade dos fabricantes dos browsers aderirem ao novo formato ou da boa vontade dos desenvolvedores, cuja maioria ainda não consegue escrever um HTML decente, ao menos.

    É melhor ter um padrão fechado que funciona bem e por tanto tempo e que está consolidado, com um excelente suporte do que ter um padrão aberto que demora anos para lançar algo novo e mais anos para ser adotado.

    Você entendeu mal… eu não torço contra isso o HTML5. Pelo contrário. HTML5 é uma revolução, como eu disse antes, mas “morte ao flash” foi exagerado.

  6. Concordo Herberth, num futuro próximo flash ainda dominará e o silverlight também está tentando conquistar seu espaço. O actionscript é uma linguagem muito madura, e vem ficando mais poderosa a cada release. Tem demos impressionantes também , como esta: http://www.youtube.com/watch?v=6TKGNS1N1yo&feat

    Mas não podemos ignorar que as bibliotecas javascript estão cada vez mais poderosas, e o HTML 5 canibaliza grande parte dos pequenos usos para flash. Os grandes players da web, como o Google estão indo cada vez mais na direção do JS + HTML, sem plugins.

  7. É possível, mas não tão provável. Até a Microsoft está aprendendo a fazer um browser decente e querendo contribuir para o desenvolvimento de padrões abertos (como o SVG). O IE8 está bem melhor que o IE7, mas o seu motor Javascript ainda é o mais lerdo e ainda apresenta incompatibilidades, por exemplo. Uma coisa eu posso garantir: quem desenvolve em HTML + JS terá menos dor de cabeça no futuro se comparado as que tem hoje.

  8. As apis de geolocation e localstorage do html5 são recursos novos interessantes também. Ainda vai levar um bom tempo, mas eu acredito que num futuro breve js + html5 vão ser suficientes pra desenvolver quase tudo.

  9. @Diego
    Eu li esse post do devkico bem antes de postar aqui. Foi de lá que eu tirei o “HTML não foi feito pra RIA” 🙂

    Também desenvolvo em Flash (mais Flex, na verdade) e sei do que vc está falando sobre testabilidade e tempo de desenvolvimento de aplicações usando Javascript. Javascript é divertido se você usar com alguma lib (tipo jQuery), mas nem mesmo usando uma lib foda como o jQuery é possível fazer um projeto de larga escala com JavaScript sem ter muita dor de cabeça (eu digo isso porque ainda não testei soluções como o GWT. Talvez o Google tenha a resposta para Javascript de gente grande 🙂

  10. (…) “quem desenvolve em HTML + JS terá menos dor de cabeça no futuro se comparado as que tem hoje”

    Concordo e torço para esse futuro chegar logo!

  11. Eu sei disso. Esbarro nisso frequentemente.

    Mas o ambiente web para JavaScript não parece que foi pensado para grandes quantidades de código. Nunca foi favorável.

    A única solução que posso dar para desenvolver coisas grandes assim com JS é: time (equipe) alinhado, convenções disseminadas no time, conversar o “como fazer” antes de fazer, diagramas da aplicação atualizados.

  12. 1- o o3d nao tem nada a ver com o html5 o o3d e da google e foi descontinuada por causa que eles mudarao para html5 que nao usa plugin nenhum.

    2-o flash usa o plugin que dizia fazer milagres puxando do processador força de execulçao e nao deu certo.

    3- ate o flash ja fez uma ferramenta de conversao de flash para html5.

    4- o flash e mais pesado que o html5 por causa que enquanto carrega o flash o pc trava e o html5 interpreta ao vivo as açoes.

    5- o flash e mais rapido porem mais pesado que html5.

    6- realidade aumentada que tanto prometeu ser a tendencia do mercado nao ta conseguindo nem bater as aplicaçoes 3d ridiculas de oculos tosco.

    7-o html5 nao faz quase nada quem faz e o canvas e o javascript e o css o html so mostra no palco as coisas execultando no java ou canvas etc.

    8- o flash tem tanto poder de fazer uma ferramenta interativa como um flash que voce desenha em 3d sem precisar de gambiarra como away3d ou papervision3d que mais gera bugs doque funciona mas eles nao fazem.

    9- o flash tem muito que melhorar se nao o futuro do flash vai ser a imitar o html5.

    10- o flash tem que acordar fazer ferramentas de desenvolvimento em 3d que voce modele e ja salva como swf animado e melhorar os lags das paginas em flash.

    a nao se esqueçao de que ria da para fazer no java e se da pra java da pra por online no browser com html5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *