Webholic Lista: As Top 10 Startups Brasileiras de 2011

No ano passado fizemos o polêmico Top 10 Startups Brasileiras que gerou muita discussão. É impossível fazer um top 10 que agrade a todos, creio que também  seja bastante complicado fazer um top 50 que não resultará em pelo menos 5 comentários lembrando de alguma empresa que não foi para a lista. Mas não se reprima, nós queremos saber também o top 10 de vocês, portanto manifestem-se!

Nós fizemos a enquete para saber quais são as startups mais quentes do Brasil, mas o top 10 irá focar na estratégia e crescimento das empresas durante o ano de 2011. Portanto, não tem sentido fazer a ligação deste post com o post da enquete.

O ano de 2011 foi ótimo para o mercado brasileiro de startups, e se você ler a planilha com os deals públicos de investimentos, fusões e aquisições, verá que foram mais de de 60 em 2011. Isso dificultou um pouco na escolha do Top 10 deste ano, já que muitas empresas foram muito bem. Correndo o risco de ser impopular, apresentamos para vocês o nosso Top 10 startups brasileiras de 2011:

Dafiti

A Dafiti é uma loja online com grande variedade de marcas nacionais e internacionais de calçados, roupas e outros acessórios. A empresa foi fundada pelo alemão Malte Horeyseck e outros três sócios: o também alemão Malte Huffmann, o francês Thibaud Lecuyer e o brasileiro Philipp Povel (que há 20 anos morava na Alemanha).

A empresa não divulga seus dados, mas segundo informações do mercado, deve fechar o ano com mais de 600 funcionários e com o impressionante faturamento de R$ 400 milhões. Além disso, a Dafiti alcançou em Novembro deste ano mais de 3,6 milhões de visitantes únicos e 25 mil produtos à venda, se tornando um dos maiores varejistas online de moda e acessórios do Brasil.

HotelUrbano

O Hotel Urbano é exemplo em adaptação mercadológica. Com menos de um ano de operações, o Hotel Urbano começou como compra coletiva no campo do turismo, mas depois transformou-se em uma agência online de viagens com descontos em hospedagens. A empresa é a única que comercializa em um só lugar, passagens rodoviárias para todo o país. Recentemente o perfil do Facebook da empresa ultrapassou a marca de um milhão de fãs.

Em Novembro de 2011 o Hotel Urbano tornou-se líder do mercado brasileiro de sites de agências de viagens ao desbancar a Decolar. O HU alcançou 22,98% de participação em visitas, distanciando da Decolar, que caiu para 19,77%.

O Hotel Urbano levantou uma rodada grande da Insight Venture Partners.

Baby

A startup Baby.com.br foi criada pelos norte-americanos Davis Smith e Kimball Spencer-Thomas. A empresa vende produtos para as mamães como fraldas, papinhas, roupas e brinquedos. A empresa conseguiu investimento da Tiger Global e da Monashees Capital.

A startup ganhou uma nova e conhecida parceira em Novembro de 2011. Depois do maridão virar sócio do Peixe Urbano, a apresentadora Angélica também mostrou que entende de negócios ao firmar parceria semelhante com a Baby (a propósito, será que o Huck é o Ashton Kutcher brasileiro?).

Ikeda

A Ikeda oferece uma plataforma de e-commerce SaaS para os varejistas, e oferece suporte nas operações de varejo online. A empresa atende mais de 100 grandes lojas por todo o Brasil.

Em Junho de 2011 a empresa japonesa Rakuten adquiriu 75% da empresa Ikeda, que fornecia plataformas para o comércio eletrônico, por um valor não divulgado. A compra da empresa serviu de entrada da japonesa no mercado brasileiro com o lançando do Rakuten Shopping Online.

Kekanto

A startup Kekanto, um dos candidatos a Yelp brasileiro, teve um ótimo ano. Prova disso são as vezes que falamos da empresa aqui no site.

Em Julho apresentamos o crescimento monstruoso que da startup, sendo que em pouco tempo o Kekanto atingia 6 milhões de pageviews por mês. Em Setembro a startup lançou seu aplicativo móvel para Android e iOS. No início de Dezembro um grande passo da empresa, o Kekanto recebeu rodada de investimento liderada pela Accel Partners e com participação da Kaszek Ventures.

O site da empresa está entre os 500 maiores sites do país, segundo o ranking do Alexa.

GetNinjas

O GetNinjas é um marketplace para compra e venda de serviços de todo tipo, realizados pela internet ou até mesmo presencialmente.

A startup foi fundada por Eduardo Lhotelier e Diego Dias, e apesar de ter ido ao ar em Outubro deste ano, já recebeu aporte de mais de 1 milhão de reais da Monashees Capital antes mesmo de ir ao ar, em Junho. Em Novembro foi a vez da Kaszek Ventures investir na startup, mas o valor não foi divulgado.

Tudo indica que a startup tem tudo para chegar também na lista do ano que vem.

Omnilogic

Através de técnicas de Data Mining, Machine Learning e Inteligência Computacional, a startup automatiza o processamento de grandes volumes de dados em tempo real e disponibiliza ferramentas para otimização de métricas importantes para os negócios, como CPM, CPC, etc.

Em pouco tempo a Omnilogic já se destacou e recebeu aporte da Naspers em Julho de 2011.

Hotmart

O Hotmart é uma plataforma de distribuição de conteúdo digital, que permite produtores de conteúdo venderem conteúdo digital baixável (produtos digitais para download) e restrito (acessado através de sites de membros).  A startup foi fundada em Abril de 2011 por João Pedro Resende (que já escreveu algumas vezes por aqui) e Mateus Bicalho, e inclusive já foi pauta no WebHolic quando venceram o desafio Buscapé 2011. O Hotmart já conta com mais de 10 mil usuários e continua crescendo assustadoramente.

Videolog

O Videolog é o maior portal de compartilhamento de vídeos brasileiro. Fundado por Ariel Alexandre e Edson Mackeenzy em 2004, o site já está entre os 300 sites mais acessados do Brasil, pelo menos segundo o ranking Alexa.

Em Setembro de 2011, o Videolog foi vendido para a startup mineira Samba Tech, que oferece serviços de streaming de vídeo para grandes grupos como Abril, iG e Globo.

SiteApps

O SiteApps é uma plataforma que permite que você adicione ao seu site recursos como: formulários de contato, botões de redes sociais, ferramentas de analytics e enquetes sem nenhum conhecimento técnico. É a ferramenta do departamento de marketing, para melhorar o site sem depender do depto de TI. O mais novo produto da Predicta segue a linha do BTBuckets e PClicks, e deve continuar crescendo principalmente agora que o Grupo RBS comprou participação na Predicta. O diretor de inovação da Predicta, Phillip Klien, deu detalhes sobre o SiteApps em entrevista para o WebHolic em Junho de 2011.

38 responses to “Webholic Lista: As Top 10 Startups Brasileiras de 2011

  1. Putz, que matéria furada! A Ikeda foi uma empresa com alguns anos de existência e agora que foi comprada só mudou de dono. Não era startup, já tinha um mercado bem-definido e com área de atuação definida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *