YouTube Anuncia Legendas Automáticas

youtube_logo_nov08O Google acabou de anunciar que o YouTube agora é capaz de gerar automaticamente legendas para vídeos em inglês. Por enquanto esse recurso está limitado a alguns canais parceiros, mas o Google tem planos para disponibilizá-lo para todos os usuários.

Enquanto isso, o YouTube oferece também um novo recurso para todos os próximos uploads que facilitará a inserção de legendas manualmente, e ele irá sincronizar automaticamente as legendas. Basta fazer o upload de um arquivo de texto com a transcrição do vídeo e a tecnologia de reconhecimento de fala do Google irá descobrir quando essas palavras serão ditas e criar as legendas com base nessas informações.

De acordo com o Google, usuários do YouTube atualmente fazem upload de mais de 20 horas de vídeos a cada minuto, e grande parte desses vídeos não são acessíveis para pessoas com deficiência auditiva. Mesmo que os uploaders possam adicionar as legendas manualmente, são poucos que realmente fazem.

A tecnologia de reconhecimento de voz do YouTube é baseada nos mesmos algoritmos que transcrevem emails para voz no Google Voice. E os usuários ainda podem traduzir essas legendas em até 51 idiomas.

Essas legendas nem sempre funcionam perfeitamente, mas nos vídeos vistos até agora ela funciona surpreendentemente bem.

Se quer ver como essas legendas automáticas funcionam vejam alguns desses canais do YouTube: MIT, Yale, UCLA, Duke, UCTV, National Geographic, Demand Media, Google e YouTube.

É um grande passo para o Youtube, e uma enorme demonstração de poder. Um aspecto importante da tecnologia é que quando se consegue extrair informações textuais de arquivos de vídeo, o video se torna mais facilmente indexável pela atual teconologia dos buscadores.

E agora, será que podemos esperar mais conteúdo em video nos resultados do Google?

0 responses to “YouTube Anuncia Legendas Automáticas

  1. E com isso os pontos se conectam 🙂 Um dos motivos do Google ter pago tão caro pelo Youtube? Poder colocar anuncios contextuais baseado no que se fala vídeo. Em 2006 essa tecnologia de voice2text ainda não estava tão madura, mas agora isso já é plenamente possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *