O que Startups Podem Aprender com Jogos Online? – Parte 1

Foi-se o tempo em que video-games e jogos online eram coisas para crianças e adolescentes. Hoje, o lado social, político e estratégico dos Massive Multiplayer Online Games (ou MMOGs) têm atraído muito mais a atenção de adultos, principalmente por causa da complexidade envolvida nestes jogos.

Os desafios que este tipo de jogo coloca diante dos jogadores, força-os a criar estratégias e estruturas organizacionais que tem despertado o interesse de líderes e empreendedores ao redor do mundo.

Recentemente, nós publicamos um artigo que mostra exatamente este interesse e como alguns empreendedores já vem observando o modo como os jogadores têm se comportado para resolverem problemas complexos em conjunto.

Neste artigo porém, vamos aprofundar um pouco mais neste assunto e explorar mais os aspectos que fazem de jogos como World of Wacraft e Darkfall Online bastante interessantes do ponto de vista de aprendizado para empreendedores.

Organização dos Jogadores

A estrutura básica de organização de jogadores nestes dois jogos são as guildas (ou clãs). A representação de uma guilda no mundo dos negócios seriam as próprias empresas.

Em jogos como WoW e Darkfall, os objetivos de uma guilda são diferentes, porém a estrutura organizacional é bastante semelhante.

Sempre existe um líder da guilda (CEO), um grupo de oficiais (Diretores ou Gestores) e um conselho (Board). O restante da guilda pode possuir um ou mais níveis hierárquicos dependendo do número de membros.

Objetivos, Estratégias e Processos

Em Word of Warcraft os objetivos de uma guilda giram principalmente em torno de derrotar criaturas cada vez mais poderosas e conseguir recompensas mais valiosas. Se a guilda consegue derrotar uma destas criaturas ela recebe uma recompensa que é dividida com os membros conforme critérios de participação e desempenho nas empreitadas da guilda.

A participação dos membros é acompanhada de muito perto. Em WoW existem vários tipos de personagens (classes) que poderiam ser comparados aos papéis diferentes que cada colaborador exerce dentro de uma empresa (desenvolvedores, designers, etc). Cada uma destas classes normalmente possui um coordenador, que também tem o papel de repassar todo o conhecimento da guilda com relação àquela classe para os seus coordenados e assim diminuir ao máximo a curva de aprendizado destas pessoas. Se alguém daquela classe falha, o coordenador daquela pessoa deve descobrir o porque, e tentar corrigir para garantir que não aconteça da próxima vez.

A estratégia para se alcançar um objetivo deve ficar clara para toda a guilda. Isto exige que ela seja repassada desde o líder (ou alguém que ele designar) até os membros comuns.

A comunicação desta estratégia normalmente ocorre em dois momentos. No primeiro momento, o líder (CEO) repassa a estratégia de uma forma geral para toda a guilda, explica quais são os objetivos e quais serão os responsáveis por cada tarefa. Em um segundo momento, os Coordenadores de classes, entram em detalhes sobre quando, como e o que cada um de seus coordenados deverá fazer durante a execução da estratégia.

Todos os passos da execução são medidos. O líder sabe exatamente, quanto cada membro da guilda performou. No final de cada execução, ele sabe quem são os superstars do seu time, quem são os elos fracos, e possui números suficientes para decidir o que fazer com a equipe que ele tem disponível.

Guilda se preparando para a execução da estratégia

Ele tem todas as informações necessárias poder analisar, buscar respostas e tomar decisões que possam otimizar a estratégia.

Derrotar a criatura e atingir o objetivo depende apenas da guilda. Depende que todos executem aquele processo, exatamente como planejado. Se no final da execução o objetivo não for alcançado, os líderes discutem com a guilda para avaliar se houve uma falha de execução ou uma falha na estratégia.

Após as conclusões, a guilda se ajusta, redefine a estratégia ou mitiga os riscos de execução, seja trocando responsáveis pelos papéis críticos de lugar (colocando um jogador mais experiente por exemplo) ou modificando as atividades nos pontos que falharam.

A guilda executa o processo, avalia os resultados, aprende e se ajusta. Além disso, os líderes se organizam para percorrer este ciclo cada vez mais rapidamente, porque sabem que gastando menos tempo neste ciclo, eles podem executar a estratégia mais vezes, consequentemente aprender mais rápido e atingir a meta mais cedo.

Se o objetivo for alcançado, todos os envolvidos são gratificados com pontos de participação. Estes pontos podem ser trocados posteriormente por tesouros mais raros que a guilda conseguir.

Em WoW, alcançar um objetivo significa duas coisas: A guilda aprendeu, e a guilda executou o seu processo com perfeição.

LIÇÕES

1) Conheça seus superstars e seus elos frágeis. Eles podem comprometer sua estratégia.
2) Crie uma forma eficaz de transmitir a mensagem. Tenha certeza que todos conheçam o seu papel para que a estratégia tenha êxito.
3) Tenha pessoas acompanhando e se esforçando para diminuir a curva de aprendizado dos mais novos.
4) Escute o máximo de pessoas que puder dentro da sua organização, eles podem ter uma idéia melhor para resolver seu problema.
5) Reconheça e gratifique os responsáveis pelo sucesso de sua organização.
6) Execute, meça, aprenda e ajuste. Repita.
7) Otimize o tempo para executar o ciclo do item anterior.

CONCLUSÃO

Nós podemos relacionar WoW a uma organização que conta com a execução de um processo bem definido para atingir seus objetivos. Mas existe uma diferença, cada novo desafio da guilda requer o aprendizado de um novo processo. Daí surge a necessidade crítica de percorrer o ciclo de Execução, Medição, Apredizado e Ajuste o mais rápido possível. Quanto menos tempo este ciclo levar, mais execuções serão realizadas e mais rápido a guilda irá aprender, consequentemente seus objetivos ficam cada vez mais próximos.

No próximo artigo desta série você saberá o que é possível aprender sobre posicionamento de mercado com um MMOG chamado Darkfall Online.

0 responses to “O que Startups Podem Aprender com Jogos Online? – Parte 1

  1. João,
    Como já havia lhe dito antes, pode parecer muita viagem mas em quase tudo pode se tirar proveito de um conhecimento de uma área e aplicar em outra área, é onde eu vejo o “pulo do gato” da evolução, e quem melhor trabalha com isso são gerentes antenados nas mais diversas áreas de conhecimento.
    Parabens pelo post, bom saber que você ta ligado nisso.

  2. Além disso, que você falou, tem a parte humana envolvida, como disciplina, inveja, intrigas, motivação, “radio peão”. Estes fatores influenciam muito o processo todo numa organização como em um MMO. Os lideres e coordenadores precisam saber gerenciar estes fatores pra que o sucesso seja atingido.

Deixe uma resposta para Hugo Fonseca Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *