Open Source na sua Startup, Faz Sentido?

A discussão sobre o open source nas startups muitas vezes visam convencer as empresas a utilizar um software open source. Mas também existe o outro lado da moeda, é o argumento de que sua empresa precisa contribuir com open source – por que desenvolver sua tecnologia em uma comunidade open source orientada.

Seguindo esta discussão, Peter Friese, chefe de desenvolvimento móvel da Itemis, escreveu recentemente um artigo sobre o “Por que seu próximo App deve ser Open Source.”

Ele lembra os prós do open source:

Construindo um Produto Melhor

  1. “Ao abrir o seu código, ele ficará melhor,” Peter escreve. Se todos podem ver seu código, ele evolui, e você vai fazer o seu melhor para se certificar de que seu código seja bom e limpo.
  2. “Permitir a contribuição alheia irá melhorar ainda mais o seu código.”
  3. “Permitir a participação dos outros tornará seu app mais atrativo.” Em outras palavras, se os desenvolvedores são capazes de adicionar as funcionalidades que gostariam de ver, então seu aplicativo ficará mais robusto e, provavelmente, atraente para outros usuários.
  4. “Ao construir uma equipe de profissionais qualificados, você será capaz de entregar mais recursos em um menor espaço de tempo, o que você não conseguiria se trabalhasse sozinho”.

Todas essas razões são atraentes para qualquer desenvolvedor, mas para as startups em particular, a capacidade de melhoria do código mais rapidamente pode ser de muito valor, principalmente se você puder interagir rapidamente e com mais freqüência.

Construindo o Reconhecimento do Desenvolvedor

Mas abrir o código de seus projetos também pode dar um reconhecimento importante para sua empresa. Como foi o caso da startup LearnBoost, que possui mais de 1300 seguidores em seu projeto no GitHub. A empresa foi entrevistada sobre seus projetos Socket.IO e Mongoose em vários blogs e publicações, e os desenvolvedores da startups foram convidados para as maiores conferências e reuniões de tecnologia. Guillermo Rauch, CTO da LearnBoost, foi convidado para palestrar na JSConf Europe.

De acordo com Guillermo, “o open source é uma maneira de reconhecer os talentos de nossos desenvolvedores. Os projetos open source de nossos desenvolvedores conseguem muitos seguidores, e como resultado nossos desenvolvedores ficam mais conhecidos. A maioria das pessoas vê a codificação como um trabalho chato mas estamos tentando injetar alguma glória no desenvolvimento de software.”

Distinguindo-se da Concorrência

E como disse o CEO da LearnBoost, Rafael Corrales, o open source é particularmente importante em tecnologias para educação. ”Normalmente não vemos muita abertura na educação. Por sermos uma empresa inovadora no campo da educação focada no open source, estamos tentando misturar as coisas,” afirma Rafael. “Na maioria dos casos as empresas de educação mantém o seu software fechado, o que reflete na falta de participação de empresas de educação em comunidades open source como o GitHub. Tentamos ir para o outro lado e disponibilizar nossas contribuições para o público em geral. No fim das contas, isso nos dá grandes resultados para nosso software gratuito de gestão acadêmica e planejamento de aulas, pois podemos melhorar com mais rapidez os componentes do LearnBoost. Nossos projetos open source são a razão pela qual o software é rápido, e também por termos construído para escalar rapidamente, desde o primeiro dia.”

Muitas vezes você se depara com argumentos contra o open source envolvendo o medo de que “alguém vai roubar suas ideias.” Mas como o sucesso da LearnBoost mostra, o envolvimento de sua startup no open source não pode ser visto como uma ameaça às suas ideias, ou ao seus projetos, ou ao seu código, e sim como uma oportunidade para construir um código melhor (e consequentemente, um produto melhor) e se envolver no desenvolvimento de uma comunidade.

0 responses to “Open Source na sua Startup, Faz Sentido?

  1. Essa discussão realmente é interessante. Startups como o Twitter liberam o código de componentes que eles utilizam que não estão diretamente ligados com seu diferencial competitivo. Assim, eles conseguem contribuições externas, melhoram o seu produto e de quebra ainda ganham prestígio da comunidade. Quer coisa melhor? 🙂

Deixe uma resposta para Herberth Amaral Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *